Agora são 5.726 infectados por covid-19 em Caxias MA…

O boletim da Prefeitura de Caxias MA de hoje (21/12) registra 5.726 infectados e 121 óbitos pela covid-19 no município. Foram mais 14 novos casos em 24 horas, taxa acima da média do início da pandemia.

Ainda de acordo com o boletim oficial do governo, o número de pessoas que se recuperaram chegou a 5.032.

Nova onda

A grave questão é que quase ninguém mais usa máscara ou outras medidas protetivas na Princesa do Sertão maranhense. A maioria dos cidadãos locais, incluindo os políticos (que deveriam dar o exemplo) não se mostra nem um pouco preocupada com a nova onda da doença.

E, para piorar, as ações do governo municipal são meramente paliativas. Muita propaganda e pouca ação.

A rede municipal de Caxias MA, hoje, não tem condição de absorver nem a demanda de pacientes nem de tratar a doença com eficácia.

Contra o retorno às aulas na rede municipal…

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sintrap) continua a campanha, nas ruas e na internet, contra o retorno presencial das aulas nas escolas da rede municipal.

Preocupada com a situação

A instituição sindical se mostra preocupada com a situação e quer que o governo municipal não decrete o retorno às aulas enquanto permanecer o risco de contágio pela covid-19.

Também contra

Muitos pais de alunos, por sinal, também já se manifestam na internet contra o retorno às aulas neste momento. Eles dizem que, caso isso aconteça, não mandarão seus filhos para as unidades estudantis.

Cuidem-se os mais sensatos, pois a situação é muito grave em Caxias…

A conclusão sobre a situação da covid-19 em Caxias é esta: os que temem a doença e têm consciência do poder letal desse terrível mal que se cuidem o mais possível, pois o governo municipal não irá avançar além das ações e dos decretos paliativos que já se viu.

Se puderem, fiquem em casa

Dessa forma, os que puderem ficar em casa que fiquem e, se não puderem, só saiam muito bem protegidos. Hoje não há mais leitos disponíveis e adequados nem no Hospital Macrorregional de Caxias, que tem três vezes (53 leitos) a capacidade de internação da precária rede municipal de Saúde.

Situação caótica

Vivemos assim uma situação caótica e sem comando no leme, pois o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) mais se empenha em mascarar o grave quadro atual do que agir efetivamente para combater a proliferação do vírus na Princesa do Sertão… Cuidem-se, portanto, os mais sensatos.