Reação do pré-candidato César Sabá ao resultado da JPesquisa…

A primeira reação pública ao resultado da JPesquisa de hoje, do Jornal Pequeno, sobre o quadro eleitoral em Caxias, partiu do pré-candidato a prefeito César Sabá (MDB), que publicou texto no blog do Bino Bill discordando da aferição.

Discordâncias

Entre outras observações, César Sabá diz que a pesquisa seria “completamente fora de lógica. O ‘contratante’ desafia a inteligência dos eleitores de forma deselegante. O que a cidade vive hoje na saúde, educação e infraestrutura, sem falar na agricultura e comércio, que sequer existem, nos leva a acreditar que os números divulgados parecem apelação de quem precisa, de um jeito ou de outro, principalmente do outro, mostrar algo positivo. Nossas sondagens mostram que praticamente metade dos caxienses estão indecisos. Revelam também que a atual administração tem uma enorme rejeição e que tem gente que por mais que tente ‘combinar’, só despenca”… Leia mais no blog do Bino Bill.

JPesquisa dá larga vantagem a Fábio Gentil em Caxias…

Segundo a JPesquisa, se as eleições fossem hoje, o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) se reelegeria com mais de 60% dos votos em Caxias.

O levantamento foi feito pela empresa JPesquisa, no município caxiense. A JPesquisa ouviu 600 pessoas na cidade, entre os dias 19 a 22 de junho, sendo a pesquisa registrada na Justiça Eleitoral com o número TSE nº MA02708/2020.

O intervalo de confiança é de 90% e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa apresenta três cenários: um espontâneo (quando não é citado para os entrevistados o nome de qualquer candidato) e dois estimulados (quando há nome de candidatos para a escolha do eleitor).

Cenário espontâneo

No primeiro cenário, o espontâneo, Fábio Gentil aparece com 51% das intenções de voto. Em seguida, vem o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB), com 8%. Paulo Marinho Jr. (PP) aparece com 4%, Thaís Coutinho com 2%, percentual igual à da deputada Cleide Coutinho (PDT). Tino Castro, César Saba e Léo Coutinho obtiveram 1% cada um. Não sabe ou não respondeu: 30%.

Cenário estimulado

Já no primeiro cenário estimulado, o prefeito Fábio Gentil obteve 61% da opinião dos entrevistados, sendo seguido por Adelmo Soares, com 15%; César Saba, com 4%, e “candidato do PT” com mesmo percentual que Sabá. Luís Carlos Moura foi citado por 2% dos ouvidos. Nenhum dos candidatos foi a opção de 10% dos entrevistados e não sabe ou não respondeu ficou com 4%.

Simulação

Na simulação de uma disputa entre Fábio Gentil e Adelmo Soares, os percentuais ficaram assim: Gentil aparece com 64% das intenções de voto contra 17% de Soares. Nenhum dos candidatos somou 14% e não sabe ou não respondeu, 5%.

Rejeição

A JPesquisa também levantou a rejeição dos nomes postos para a disputa em Caxias. O deputado Adelmo Soares tem a maior rejeição (23%), seguido pelo prefeito Gentil (15%), Saba (7%), “candidato do PT” (4%), Luís Carlos Moura (3%). Nenhum dos candidatos reuniu 30% dos ouvidos e não sabe ou não respondeu, 18%. Além da rejeição, o levantamento mostra a avaliação da gestão de Fábio Gentil à frente da Prefeitura de Caxias.

Avaliação

Consideram ótima a gestão do Republicano 16%; outros 37% disseram considerar boa e 30%, regular. Citaram como ruim, 10% dos entrevistados, e péssima, 4%. Não souberam ou não responderam somaram 3%. Sobre se a população aprova ou desaprova a gestão municipal, a pesquisa mostra que 68% disseram aprovar a administração de Fábio Gentil e outros 29% opinaram pela desaprovação da gestão. Já 3% não sabe ou não respondeu.