Fábio Gentil fechado com bolsonaristas?…

A mais recente história nos bastidores é a que o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) teria fechado acordo com bolsonaristas, em Brasília, para apoiar Jair Bolsonaro agora e, claro, na eleição de 2022.

Contrapartida

Em contrapartida, segundo ainda as mesmas fontes, por conta disso, o governo federal daria um tratamento diferenciado a Caxias MA.

Convencer a desistir

 Acrescida a essa informação, diz-se ainda nas coxias que Gentil também já estaria empenhado em convencer os possíveis pré-candidatos a vereador do PT caxiense a desistir da empreitada de tentar conseguir uma cadeira no Legislativo local.

Inviabilizar candidatura

A estratégia do chefe do Executivo, no caso, seria a de inviabilizar a candidatura a prefeito do PT em Caxias, pois o possível candidato ou candidata do partido, a ser escolhido, não teria como fazer uma campanha efetiva e minimamente competitiva sem a ajuda de outros companheiros concorrendo também a uma vaga na Câmara Municipal.

Bolsonaro edita MP da produção da vacina contra covid-19…

imagem ilustrativa

Jair Bolsonaro editou hoje (06/88) a medida provisória que abre crédito extraordinário de R$ 1,9 bilhão para a produção e aquisição de 100 milhões de doses da vacina contra a covid-19.

O presidente assinou a medida durante cerimônia no Palácio do Planalto e esta deverá sair amanhã no Diário Oficial da União (DOU).

Apesar de ter força de lei depois de publicada, a medida precisa do aval do Congresso em até 120 dias, caso contrário perde a validade.

A medida prevê a transferência dos recursos para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que já fechou acordo com a Universidade de Oxford e o laboratório AstraZeneca, do Reino Unido, para a produção da vacina no Brasil.

Distribuição

De acordo com o governo, o valor de R$ 1,9 bilhão será distribuído assim: R$ 1,3 bilhão para pagamentos à AstraZeneca, previstos no contrato de Encomenda Tecnológica; R$ 522,1 milhões para produzir a vacina na Fiocruz/Bio-Manguinhos; e R$ 95,6 milhões para absorção da tecnologia pela Fiocruz.

A previsão da Fiocruz é que as primeiras doses da vacina já sejam produzidas em dezembro e estejam disponíveis em janeiro de 2021.

Vacina

A vacina, chamada de ChAdOx1, é a mais avançada em curso no mundo e está na terceira e última fase de testagem. De acordo com os estudos iniciais, a vacina se mostrou segura e eficaz na produção de anticorpos para a covid-19.

Efeitos colaterais

Vale realçar que os voluntários submetidos à vacina descreveram alguns efeitos colaterais, como inchaço ao redor da injeção, febre e dores musculares. Apesar disso, os sintomas já seriam esperados para a vacina.

‘Resistência Caxias’ se contrapõe à ‘Direita Caxias’ e espalha ‘Fora Bolsonaro’…

Em reação à ‘Direita Caxias’, que recentemente espalhou outdoors na cidade elogiando e agradecendo ao presidente Jair Bolsonaro (reveja aqui), um grupo denominado de ‘Resistência Caxias’ também espalhou outdoors na cidade usando a expressão ‘Fora Bolsonaro’.

Sobrepostos

Detalhe curioso: os outdoors do ‘Resistência Caxias’ foram sobrepostos aos dos ‘Direita Caxias’.

De esquerda

O grupo ‘Resistência Caxias’ nasceu em 2018, durante as mobilizações para a campanha do candidato petista Fernando Haddad, e é formado por militantes de esquerda do município.

Milton Ribeiro é agora o novo ministro da Educação…

O presidente Jair Bolsonaro confirmou agora há pouco a nomeação de Milton Ribeiro como novo ministro da Educação.

A confirmação do novo titular da pasta se deu em post no Facebook do presidente, logo após edição extra do Diário Oficial da União.

“Indiquei o Professor Milton Ribeiro para ser o titular do Ministério da Educação. Doutor em Educação pela USP (…)”, publicou Bolsonaro.

Milton Ribeiro é pastor na Igreja Presbiteriana, graduado em Teologia e Direito, com mestrado em Direito e Doutorado em Educação. Ele também é membro do Conselho Deliberativo do Instituto Presbiteriano Mackenzie, mantenedora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, da qual foi vice-reitor.

Suspeita de Jair Bolsonaro ter contraído covid-19…

O presidente Jair Bolsonaro estaria com sintomas da covid-19. Ele fez um teste e o resultado do exame deve sair amanhã (07/07). A informação foi dada pela CNN Brasil, agora à noite (06/07).

Agenda

Segundo a CNN, o presidente deverá cancelar sua agenda no resto da semana. Jair Bolsonoro é sempre muito criticado por gerar aglomerações em espaços públicos e por seguidamente desconsiderar os riscos oriundos da pandemia de covid-19.

Feder não aceita chefiar Ministério da Educação…

Em rede social, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, disse, hoje (05/7), que não aceita o convite do presidente da República, Jair Bolsonaro, para chefiar o Ministério da Educação.

Recusa

Feder resume em poucas palavras seus motivos para não aceitar a incumbência: “Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná”.

Mario Frias é agora oficialmente o novo chefe da Secretaria Especial da Cultura…

O ator Mário Frias é o novo chefe da Secretaria Especial da Cultura.

Edição extra

A nomeação do ator, pelo presidente Jair Bolsonaro, saiu agora à noite (19/06), em edição extra do Diário Oficial da União. Mário Frias assume o lugar da atriz Regina Duarte.

Presidente sanciona ajuda de R$ 60 bi a estados e municípios…

foto: money times

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a ajuda de R$ 60 bilhões do governo federal a estados e municípios. O dinheiro, a ser repassado em quatro parcelas, se destina ao combate da covid-19.

Para sancionar a ajuda dos R$ 60 bilhões, Jair Bolsonaro propôs o congelamento de salários do funcionalismo como contrapartida dos governadores, acordo negociado pela equipe econômica durante a discussão do projeto.

Além de prever os repasses de 60 bilhões de reais por 4 meses, no texto também consta a suspensão de pagamentos de dívidas entre estados, municípios e União, e reestruturação de operações de crédito interno e externo junto a instituições financeiras e instituições multilaterais de crédito.

O texto permite que apenas profissionais de saúde e de assistência social que estão na linha de frente do combate à pandemia tenham reajuste salarial até 31 de dezembro de 2021.

Há uma semana, durante reunião com governadores por videoconferência, o presidente disse que sancionaria a ajuda, mas desde que os governadores apoiassem o veto à ampliação das categorias que poderiam ter reajuste. A maioria dos mandatários estaduais apoiou a proposta.

Mário Frias substituirá Regina Duarte na Secretaria de Cultura…

Foto: Veja Rio

Convidado pelo presidente Jair Bolsonaro, o ator Mário Frias aceitou assumir a Secretaria Especial de Cultura, órgão vinculado ao Ministério do Turismo.

Reunião

Bolsonaro e Frias se reuniram por 15 minutos, no Palácio do Planalto, entre as 17h e as 17h15. O ator substituirá a atriz Regina Duarte, que sai da Secretaria para a chefia da Cinemateca Brasileira, sediada em São Paulo.

O ator

Carioca, Mário Frias tem 48 anos e já atuou em vária novelas da Rede Globo. Atualmente, apresenta os programas Tô de Férias, no SBT, e Super Bull Brasil, na RedeTV!

Governo zera imposto sobre cloroquina e mais uma centena de remédios em testes contra a covid-19…

foto reprodução

O presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou em suas redes sociais a informação de que o governo zerou os impostos sobre medicamentos em fase de testes para o combate à covid-19.

A medida atinge mais de 100 fármacos, incluindo a hidroxicloroquina. Estudos no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) já testaram a eficácia de mais de 2 mil remédios contra o novo coronavírus, todos, inclusive, já regulamentados, entre estes analgésicos, anti-hipertensivos, antibióticos e diuréticos.

No caso, a hidroxicloroquina deverá ter um novo protocolo federal ainda nesta semana. O presidente já vinha anunciando que mudaria a regra desde a sexta-feira passada (15/5), no dia em que Nelson Teich deixou o Ministério da Saúde.

No mês de abril passado, o Conselho Federal de Medicina (CFM) liberou médicos a receitarem o remédio, mas desde que haja anuência do paciente: “Pode ser utilizada pelo médico, desde que ele tenha o consentimento do paciente, dos seus familiares, uma decisão compartilhada entre o paciente e o médico, com o médico sendo obrigado a explicar para o paciente que não existe nenhuma evidência de benefício do uso da droga e que a droga pode ter efeitos colaterais importantes”, disse o presidente da entidade, Mauro Luiz Britto Ribeiro.