Em Caxias o Natal começa ainda em setembro…

O governo municipal já deu início às preparações do ‘Natal de Luz’. A construção da ‘Casa-palco’ de Papai Noel, em frente ao Centro de Cultura, vai de vento em popa, em pleno mês de setembro.

A pressa

Não se sabe a razão da pressa… Mas ao que tudo indica Papai Noel já foi comunicado da antecipação da festa.

Governo de Caxias mantém suspensão de aulas presenciais…

A Prefeitura Municipal de Caxias, por meio do Decreto nº 257, de 15 de setembro de 2020, decidiu manter suspensas as aulas presenciais em toda a rede municipal de ensino, em observância à legislação estadual para as demais redes de ensino. O decreto mantém suspensas, até o dia 09 de outubro de 2020, as aulas e atividades educacionais presenciais em todas as instituições de ensino público e privado de nível infantil, fundamental e médio.

 O cumprimento se dá em razão da observância à Lei nº 14.019, de 2 de julho de 2020, que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção individual para circulação em espaços públicos e privados acessíveis ao público, em vias públicas e em transportes públicos, sobre a adoção de medidas de assepsia de locais de acesso público, inclusive transportes públicos, e sobre a disponibilização de produtos saneantes aos usuários durante a vigência das medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da covid-19. E, considerando que, por meio da Portaria n° 188, de 03 de fevereiro de 2020, o Ministério da Saúde declarou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, da covid-19

 As Universidades e as Instituições de Ensino Superior e Técnico devem observar as diretrizes do Decreto Estadual nº 35.897/2020 e da Secretaria Estadual de Educação no Estado do Maranhão ou normas federais e estaduais posteriormente editadas.

 Relativamente às escolas da rede privada de nível superior e técnico, o termo inicial da retomada e o estabelecimento dos protocolos pedagógicos serão definidos nos Colegiados Superiores de cada instituição, em instrumento escrito a ser firmado, em conjunto, pela respectiva instituição de ensino, pelos pais e/ou responsáveis ou, quando maiores de idade, pelos estudantes.

 A retomada das atividades educacionais na rede de ensino de nível superior e técnico será condicionada à criação obrigatória, em cada estabelecimento de ensino, de Comissão de Saúde, que deverá contar com a participação de todos os segmentos da comunidade educacional, nos termos do Decreto Estadual nº 35.897/2020.

Os protocolos pedagógicos de retomada das aulas devem observar, no mínimo:

 I – o retorno gradativo das aulas com a realização de atividades remotas até a conclusão do ano letivo 2020, sendo adotado progressivamente o ensino híbrido.

 II – distribuição de materiais de higiene e desinfecção para os estudantes, professores e demais funcionários, no mínimo:

a) Máscaras de proteção, confeccionadas com tecido duplo ou triplo.

b) Álcool 70%

c) Copo de uso individual ou descartável.

III – adoção de escalonamento de horário de entrada e saída de turmas, a fim de que seja evitada a aglomeração.

IV – redução do quantitativo de estudantes por turma, considerando a capacidade da sala de aula e respeitada a distância mínima entre estudantes e profissionais de 1,0 m para ambientes com ventilação natural e 1,5m para ambientes com ventilação artificial.

V – demarcações para o distanciamento nas filas das lanchonetes e restaurantes, bem como providenciar a higienização adequada nesses espaços.

VI – desinfecção diária, com produtos adequados ao combate à covid-19, de superfícies e locais utilizados rotineiramente nas instituições de ensino.

VII – aferição da temperatura de todos que estudam ou trabalham no ambiente de ensino.

VIII – os docentes, estudantes e demais profissionais que pertençam a grupos de maior risco, assim compreendidos os idosos, gestantes, cardiopatas, pneumopatas, nefropatas, diabéticos, oncológicos, pessoas submetidas a intervenções cirúrgicas ou tratamento de saúde que provoque diminuição da imunidade e demais imunossuprimidos ficam dispensados de suas respectivas atividades presenciais, podendo realizá-las de forma remota, com vistas a reduzir sua exposição ao vírus, sem qualquer tipo de punição, suspensão de salário ou demissão.

X – os profissionais e estudantes que tiverem contato com pessoas diagnosticadas com covid-19 deverão cumprir quarentena domiciliar de 14 (catorze) dias, independentemente de aparecimento de sintomas, devendo-lhes ser disponibilizada s atividades não presenciais durante o período de afastamento.

Os estabelecimentos de ensino deverão utilizar gradativamente metodologia híbrida, com uso de atividades presenciais e não presenciais, de modo a atender os padrões sanitários estabelecidos.

As regras dispostas neste Decreto poderão ser revistas a qualquer tempo, considerando os registros de infecção por covid-19 no Município, bem como as orientações dos profissionais de saúde (Ascom).

Na Assembleia, Adelmo Soares desce a ripa em Fábio Gentil…

No mais duro e longo discurso já feito na Assembleia contra o prefeito de Caxias MA, Fábio Gentil (Republicanos), hoje pela manhã (11/8), o deputado Adelmo Soares (PCdoB) fala da sua relação com a colega deputada Cleide Coutinho (PDT) e, de quebra, desce a ripa no mandatário caxiense.

Confira abaixo:

Aposta na ‘imunidade de rebanho’…

instituto butantan

A partir de hoje, com a abertura geral do comércio, a aposta do governo de Caxias agora é na ‘imunidade de rebanho’, expressão médica clássica usada para uma grande percentagem de pessoas já previamente vacinadas.

 Sem vacina

A diferença na atualidade, porém, é que ainda não há vacina contra a covid-19. Dessa forma, a ‘imunidade de rebanho’ local só acontecerá depois que a maioria da população caxiense tiver sido infectada e, nesse entremeio, claro, muitos morrerem também.

Ainda por vir

Por isso, quem tem bom senso que se cuide mais ainda, pois o pior estaria por vir.

Governo local não se posiciona sobre prorrogação da suspensão de aulas presenciais pelo estado…

O governo de Caxias ainda não se posicionou sobre o decreto estadual que prorrogou para o dia 2 de agosto a suspensão das aulas presenciais nas unidades de ensino da rede estadual de educação e dos municípios, incluindo as escolas da rede privada

Manifestação contra

No caso de Caxias, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sintrap) já se manifestou contra o retorno às aulas neste momento.

Risco

Em nota, o Sintrap realçou que um eventual retorno agora poria em risco tanto os alunos quanto os educadores, haja vista o crescimento no número de casos e mortes no município por conta da covid-19…

Não deixarão

Mas a preocupação com a volta às aulas também é notada em pais e mães de alunos. Alguns deles, por sinal, asseguram que se houver medida antecipando o retorno eles não deixarão os filhos ou netos ir às escolas.

Governo do MA prorroga até dia 2 de agosto suspensão de aulas presenciais…

O governo do estado prorrogou até o dia 02 de agosto a suspensão das aulas presenciais nas unidades de ensino da rede estadual de educação; do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (lEMA); da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA); da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL); e nas instituições de ensino das redes municipais e nas escolas e instituições de ensino superior da rede privada.

Exceções

Apenas, excepcionalmente, poderão ser realizadas no mês de julho aulas práticas do último período dos cursos de instituições de ensino superior, especialmente da área da saúde, garantindo aos estudantes a conclusão da graduação e possível inserção no mercado de trabalho, conforme resoluções a serem editadas pelos Colegiados Superiores das citadas instituições; e aulas nos cursos pré-vestibulares e cursos de idiomas, desde que cumpridas as medidas de distanciamento social.

Em Caxias

Mas isso não quer dizer que o governo de Caxias irá seguir o que determina o decreto estadual. Até agora, a Secretaria Municipal de Educação local ainda não divulgou nada a respeito.

Governo abala saúde da revista Saúde News…

A mais nova vítima do governo municipal de Caxias MA teria sido a revista Saúde News Nordeste, veículo de comunicação com boa vitrine editorial e que, como os demais, dá um duro danado no mercado para colocar seu produto impresso nas bancas mensalmente.

Posou bacana

O prefeito Fábio Gentil posou bacana nas páginas do periódico, ainda em 2019, ganhando um marketing político de destaque, juntamente com a então secretária de Saúde, Socorro Melo, e, no entanto, até hoje a revista espera pelo pagamento da publicidade… Isso faz um ano e cinco meses!

Dureza

Como é óbvio, a Saúde News tem uma equipe de jornalistas, designers e repórteres fotográficos que dependem de colaboração publicitária para sobreviver… Mas assim é dureza.

Áudio do duelo proposto por Minard e aceito por Soares contra Gentil…

Como postado há pouco aqui (reveja), em entrevista hoje à tarde ao programa ‘Questão de Ordem’, do jornalista Marcelo Minard (Guanaré FM), o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Caxias Adelmo Soares (PcdoB) desafiou o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) para um duelo verbal.

Pergunta

O desafio surgiu por conta da pergunta do apresentador ao deputado, que indagou se o mesmo toparia confrontar o gestor caxiense num debate.

Entrevista

Ouça abaixo o áudio da entrevista com Soares:

Soares desafia Gentil para um duelo…

Em entrevista hoje à tarde ao programa ‘Questão de Ordem’, do jornalista Marcelo Minard (Guanaré FM), o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Caxias Adelmo Soares (PcdoB) desafiou o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) para um duelo verbal.

Pergunta

O desafio surgiu por conta da pergunta do apresentador ao deputado, que indagou se o mesmo toparia confrontar o gestor caxiense num debate.

Resposta

Respondeu AS: “Onde ele quiser. Na hora que ele quiser. Com ou sem sem público. Até se for na Guanaré eu irei”.