Calotes do governo de Caxias forçam direção de tradicional escola a botar a boca no trombone…

Alvo de seguidos calotes no pagamento de bolsas estudantis por parte do governo de Caxias MA, a direção da Fundação Educacional Coelho não aguentou a asfixia financeira e botou a boca no trombone, denunciando o caso à imprensa, como mostrou hoje matéria da TV Sinal Verde Difusora (SBT).

Uma das mais antigas

Pertencente à tradicional família Thadeu Assunção, cujo fundador e conceituado médico Marcelo Thadeu Assunção, já falecido, também foi prefeito do município, a ‘Escola Coelho Neto’ é uma das instituições educacionais mais antigas da Princesa do Sertão. Nela estudaram várias gerações de caxienses.

Convênio de bolsas

O convênio de bolsas com o município também se estende ao século passado, daí o espanto da comunidade caxiense, pois esta é primeira vez que um prefeito local rompe com esse pacto educacional.

Vídeo

Confira abaixo o vídeo da matéria da repórter Raquel de Sousa, da TV Sinal Verde Difusora (SBT), com imagens de Kleidson Reis:

Aliviaram, e ‘Guto’ não cai mais da Comunicação em Caxias MA…

A informação é que ‘aliviaram’ para Augusto Neto, o ‘Guto’, chefe da Comunicação do governo de Caxias MA.

Corda bamba

Como relatado aqui, ontem (reveja), ‘Guto’ entrou na corda bamba, alvo de uma ‘fritura’ interna no Palácio da Cidade, mas o prefeito não iria demiti-lo, embora insatisfeito com a atuação da pasta de Comunicação.

Continua

Dessa maneira, segundo as fontes governistas, ‘Guto’ continua na função.

Confirmado: Carlos Alberto é o novo secretário de Saúde de Caxias MA…

Como antecipado nas primeiras horas de hoje aqui na página (reveja aqui), Carlos Alberto, ex-diretor do Saae nas gestões Humberto Coutinho e Léo Coutinho, é o novo secretário de Saúde de Caxias MA.

Covid-19

Carlos Alberto assume o lugar de Socorro Mello, a qual, após ser infectada por covid-19, nunca mais retomou o posto.

No páreo

Inicialmente, foram cogitados os nomes de Vinícius Araújo, também ex-secretário de Saúde nas gestões Humberto Coutinho e Léo Coutinho, e o do atual diretor da UPA Caxias, Daniel Neto.

A preferência

No entanto prevaleceu o nome de Carlos Alberto. A posse deve acontecer hoje. Ou já aconteceu.

Banda A e banda B digladiam internamente no poder de Caxias MA…

O governo Fábio Gentil (Republicanos) não é composto só de desorientados ou de doidivanas que se embriagam com o poder temporário e muito, muito, passageiro…

Pessoas sensatas

…Na administração de Caxias MA há pessoas sensatas, que tentam corrigir ou consertar os eventuais deslizes e/ou graves erros cometidos na condução da máquina pública em Caxias…

Que banda?

…A questão, porém, é saber que banda irá vencer dentro do governo: a sensata, que busca seguir o caminho correto da mais absoluta transparência ou a banda integrada pelos doidivanas que não se dão conta do tamanho da responsabilidade do Palácio da Cidade neste momento da grave pandemia da Covid-19 na Princesa do Sertão.

Paulo Marinho é nomeado Porta-voz oficial do governo de Caxias MA…

O ex-prefeito Paulo Marinho foi nomeado Porta-voz oficial do governo Fábio Gentil (Republicanos), em Caxias MA, agora há pouco…

Pronunciamento

…Confira, abaixo, o primeiro pronunciamento do novo Porta-voz do Palácio da Cidade logo após ser empossado na função:…

Políticos e segmentos organizados de Caxias MA criticam o governo municipal pela falta de transparência…

A demora do governo de Caxias MA em liberar o boletim diário sobre a situação da Covid-19 no município tem deixado os cidadãos locais muito apreensivos e isso já é motivo de crítica pela classe política e demais segmentos organizados da região…

Transparência

…E a verdade é que quando se trata de transparência na pandemia do coronavírus e de outros assuntos de grande relevância para os munícipes a gestão do prefeito Fábio Gentil deixa muito a desejar… Vide o sumiço do Portal da Transparência local… Quer dizer, tá lá, na internet, mas é só para inglês ver…

Comunicação personalista

…A exceção só se dá quando a comunicação governamental é exclusivamente direcionada para exaltar a própria figura do prefeito. Uma comunicação com foco no proselitismo político-partidário, doutrinária, personalista, algo que não é republicano nem nada bem visto pela população caxiense mais esclarecida.

O ‘banner’ abaixo, produzindo pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Caxias, gera muita polêmica na internet…

O caso é que no anúncio da implantação de neurocirurgia no Complexo Hospitalar Gentil Filho, com início marcado para abril próximo, segundo a publicação, usou-se uma foto do Dr. Abreu Neto, que não é neurocirurgião, mas sim clínico-geral…

Clínico-geral

…Liguei para o Dr. Abreu e conversei com ele, agora há pouco, que realmente confirmou que é clínico-geral e não neurocirurgião…

O ‘banner’

…Dr. Abreu é, assim, um médico conceituado na região, mas não o especialista em neurocirurgia como dá a entender o ‘banner’ do governo municipal… Uma derrapada da Comunicação…

Uso ilustrativo

…Mas o médico amenizou o fato argumentando que o erro foi apenas ilustrativo. E reforçou que, de fato, será implantado no Hospital Gentil Filho a especialidade neurológica a partir de abril…

‘Fake oficial’

…Porém, na internet, redes sociais e zaps, por conta disso, o anúncio do governo Fábio Gentil é avaliado como ‘fake oficial’, em virtude do uso indevido da imagem do doutor como suposto neurocirurgião… E a coisa continua rendendo no mundo virtual!

Mário Assunção insinua haver irregularidades na contratação e na ação de parentes dentro do governo Fábio Gentil…

Já é o segundo texto em que o vereador governista Mário Assunção olha atravessado para a gestão do aliado. O que Assunção não diz no plenário da Câmara, agora, passou a insinuar em sua coluna no Portal Noca

Amacia e generaliza

…Sob o título ‘Parentes: da ascensão à derrota’, o vereador primeiro amacia e generaliza as ações de ‘Cabelulo’, comparando-a a outras passadas no quesito parentada. E só então depois debulha as tais irregularidades na administração pública caxiense…

Negócios obscuros, desvio de verba?

…Diz Mário Assunção no texto: “O grande problema é quando a parentada começa a utilizar seus cargos, os recursos públicos para realização de negócios obscuros e, ao arrepio da lei, praticar crimes, desde favorecimento ilícito a desvio de verba. Dessa forma, o gestor sente-se incapaz de demitir o parente para não manchar o nome da família. No torrão caxiense existem vários exemplos: quem nunca ouviu falar da ‘Família Metralha’? Ou do ‘Forasteiro Fanfarrão’? Tem o ‘Primo Agiota’, e assim sucessivamente”.

O que interessa

…E aí o parlamentar entra no que realmente lhe interessa: “Outro problema é quando a parentada começa a achar o espaço do Executivo pequeno e pensa em aumentar seus tentáculos nos legislativos Municipal e Estadual. Assim, acaba-se com as chances dos parceiros políticos do gestor do Executivo de crescer politicamente, condena seus correligionários à atrofia política precoce, a não passar de vereador”.