Cadeiras vazias e Gentil ainda esquece de citar PL e PSDB em seu discurso…

Quem esteve no evento ou viu as fotos e vídeos do encontro dos candidatos a vereador do grupo governista percebeu a falta de ânimo da rapaziada que foi ao Marília Eventos ontem à noite.

Cadeiras vazias

Muitas cadeiras vazias no ambiente, poucos dos 11 partidos compareceram e, pior, durante o discurso de Fábio Gentil (PRB) ainda foi preciso o candidato a vice-prefeito Paulo Marinho Júnior (PL) lembrar ao prefeito, no palanque, que o mesmo esquecera de citar o PL e o PSDB como integrantes da coligação governista… Não só isso, o prefeito também teve ‘amnésia’ com o PV e foi alertado pela plateia… Vexame.

Continua mordido

Detalhe: o ex-prefeito Paulo Marinho (PSDB) e candidato a vereador não compareceu ao evento… Sinal de que PM continua mordido com Cabeludo!

Ações de guerrilha contra as oposições…

Governistas vão tentar melar a convenção do PDT, PCdoB, Solidariedade, Cidadania, Pros e PSL, marcada para amanhã.

Cooptação das almas

O que inclui, naturalmente, as tradicionais cooptações das almas menos abnegadas.

Fracasso

A informação corre nas coxias governistas e a intenção, claro, seria a de fazer o possível para que a convenção coletiva fracasse… Começou o jogo para valer.

‘Chapão da Morte’: poucos vão escapar da guilhotina popular…

Na chapa governista, que sustenta a tentativa de reeleição de Fábio Gentil, haveria hoje quase 200 pré-candidatos a vereador…

Puxando faca

Mas só no chamado ‘Chapão da Morte’, do Republicanos, partido do prefeito, são nove vereadores trocando cotoveladas e puxando faca uns para os outros.

‘Chapão da Morte’

São eles: Catulé, Ximenes, Durval, Ramos, Irmã Nelzi, Paulo Simão, Mário Assunção, Neto do Sindicato e Repórter Puliça.

Fazer graça

Agora, imagine como está sendo a cordial relação entre esses nove ‘moicanos’ que dependem do Palácio da Cidade para fazer graça com o eleitorado caxiense nesta eleição de 2020!

Em Caxias tudo é surreal: na Câmara quem faz oposição agora são os governistas…

Já diziam os antigos que “em Caxias tudo é de revestrés”… É terra de muro baixo, onde todo mundo sabe da vida alheia, mas na política difícil é entender as estratégias dos grupos que digladiam entre si.

Incompreensíveis

Isso quando suas movimentações não se tornam completamente incompreensíveis, como agora, por exemplo, pois através da convocação dos secretários de Saúde e de Educação, e com estes devidamente questionados na Casa do Povo, a população da Princesa do Sertão ficaria a par de muita coisa escondida entre as quatro paredes do governo.

Sumiram

Mas não, os oposicionistas na Casa simplesmente sumiram do pedaço… Vá entender!

São uns mal-agradecidos esses escribas…

Na falta de opositores reais, a tropa governista de escribas caxienses vem fazendo uma espécie de ‘caça às bruxas’ a sites e blogs não atrelados ao prefeito Fábio Gentil (Republicanos).

Mostrar serviço

Isso é curioso porque blogs, sites e redes sociais que são atrelados ao governo precisam mostrar serviço, é claro, até para justificar o que ganham.

Postagens elogiosas

No caso, quem não é atrelado ao governo, na verdade, ajuda a essa turma que depende de postagens elogiosas ao prefeito para sobreviver, pois o contraponto justifica a continuidade do ‘holerite’ mensal deles.

Deveria agradecer

Logo, essa turma situacionista deveria, ao contrário, era agradecer aos los hermanos que pintam a realidade como ela é, e não a fantasiosa, descrita em narrativas ficcionais.

Mal-agradecidos

Ou seja, são uns mal-agradecidos esses escribas governistas, pois nunca disseram sequer um “muito obrigado!”

Governistas caxienses dizem que haveria algo de estranho e de nervoso no ambiente palaciano…

Apesar da recente sondação de opinião pública que dá larga vantagem eleitoral ao prefeito Fábio Gentil (Republicanos) na disputa municipal, não são poucos os governistas que dizem nos bastidores que há algo de tenso, estranho e nervoso no ambiente palaciano.

Sinais de nervosismo

Na avaliação dos referidos governistas, feita ao editor da página, o prefeito daria seguidos sinais de nervosismo e preocupação com a futura disputa municipal, embora tentasse disfaçar isso publicamente ou quando em contato com correligionários.

Ambiente das ruas

Os mesmos governistas desconfiados cochicham que o ambiente que eles sentem nas ruas também não seria confortável para a gestão municipal: “Ao contrário. Por onde a gente anda a gente ouve muita reclamação da população. E essa pandemia da covid-19, a gente sabe, está arrebentando com a imagem da administração!”.

Construção de duas escolas ameaça implodir as vigas do Palácio da Cidade em Caxias MA…

O outdoor acima, exposto no povoado Engenho D’ Água, e um outro similar, exposto no bairro São Francisco, área urbana, seria o eixo de muitas discórdias internas na base governista em Caxias MA.

Duas escolas

Claro, como se vê na foto acima, são duas escolas com oito salas, cada uma no valor de R$ 1.325.183, 61, totalizando perto de R$ 2 milhões e 700 mil no conjunto da grana pública destinada a elas.

Série de explosões

Abertamente, vereadores e outros governistas não falam do assunto, pois discutir isso nas ruas ou na internet resultaria numa série de explosões públicas, em cadeia, e também dentro do poder.

Implodir as vigas

Mas embora o quiproquó se restrinja apenas aos bastidores, no intestino palaciano a coisa ferve e o caldeirão está prestes a implodir as vigas do Palácio da Cidade!

O rebate de Sargento Moisés a Magno Magalhães na polêmica sessão da Câmara de Caxias MA de ontem à tarde…

Desde ontem, a polêmica em Caxias MA é a fala do vereador Magno Magalhães, o qual, durante a sessão online da Câmara, diz que o Comitê de Combate e Prevenção à Covid-19 no município é apenas de faz-de-conta… Reveja aqui e aqui

O rebate

…Agora, ouça acima como rebate o líder do Governo no Legislativo, o vereador Sargento Moisés, o seu colega Magno Magalhães….

O imbróglio

…E assim, tirem os leitores suas próprias conclusões a respeito do imbróglio na Casa do Povo caxiense.

Aos poucos começa a ficar definido o cenário da disputa municipal de 2020 em Caxias…

Pelo que já se viu na formação de chapas de candidatos a vereador e a prefeito, agora, soa como blefe a possibilidade de o grupo Marinho romper com o prefeito Fábio Gentil,…

Não vai largar o osso

…A turma de edis do baixo clero que foi para o PL de Paulo Marinho, por exemplo, não vai largar o osso do poder municipal para em um suposto rompimento se posicionar ao lado da família Marinho, que nada tem a lhes oferecer materialmente, diga-se, de forma pragmática…

Terremoto eleitoral

…Eles se mudaram para o PL apenas por conveniência individual, visando sobreviver ao terremoto eleitoral que vem por aí na raia da disputa proporcional, quando se terá uma das mais difíceis eleições para o Parlamento caxiense…

Recados indiretos

…Logo, talvez, o ex-prefeito Paulo Marinho continue a pressionar ‘Cabeludo’ com seus recados nunca muito claros, mas, no final, vai estar todo mundo abraçado e no mesmo barco do projeto de reeleição de Fábio Gentil… Ou seja, dos atuais governistas, ninguém vai pular do barco!

O consorciado governista caxiense também revela alguns medos não confessos através de ações atabalhoadas…

medos não confessos…/ imagem: banksy

Por sua vez, a propósito da postagem anterior (aqui), o consorciado governista também revela alguns medos não confessos através de ações atabalhoadas, como a que houve durante a assinatura da ‘Ordem de Serviço’ da revitalização do prédio do Instituto Histórico e Geográfico de Caxias (IHGC), ontem, quando aconteceu uma ‘invasão’ de palacianos no evento com a intenção de tentar ‘capturar’ os louros do projeto…

Ausência oposicionista

…A ausência quase absoluta de oposição ao governo, no caso, deveria resultar também num comportamento palaciano que indicasse ou expressasse uma tranquilidade político-eleitoral e mesmo uma explícita confiança no objetivo de o prefeito Fábio Gentil se reeleger…

Sem certeza

…No entanto, curioso, esse tipo de nervosismo, caracterizado pela destrambelhada atitude dos situacionistas no IHGC, pegou mal e levou muita gente a deduzir que na verdade ‘Cabeludo’ não teria tanta certeza sobre o amanhã na Princesa do Sertão.