Reprise: Escutec novamente na região…

Reprise de pesquisa pelo instituto Escutec já está em andamento na região…  Reprise porque, como se sabe, a juíza Marcela Lobo, da 4ª Zona Eleitoral de Caxias, mandou cancelar a pesquisa anterior da Escutec que foi publicada no domingo passado sobre a disputa eleitoral no município. A juíza considerou o instrumental da pesquisa eivado de subjetividades e determinou que a aferição fosse cancelada.

Subjetividades

Dessa forma, até para que o instituto não caia em contradição estatística, acredita-se que o resultado que está sendo colhido agora pela Escutec deverá ser similar ao já apresentado domingo passado, haja vista que o próprio diretor da empresa, Fernando Júnior, na época, contestou que os argumentos apresentados contra a aferição fossem relevantes para o resultado da mesma. A publicação na nova pesquisa está prevista para o dia 27 próximo.

Reveja

Reveja aqui e aqui as polêmicas judiciais e políticas sobre a aferição anterior da Escutec.

Aliados ainda estão com Adelmo atravessado na garganta…

Segundo relatos de aliados do grupo Coutinho ao editor da página, um dos motivos da insatisfação deles com o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB) e pré-candidato a prefeito da coligação oposicionista seria a falta de disposição de Soares no enfrentamento aberto ao prefeito Fábio Gentil (Republicanos): “Ele nunca foi às vias de fato com Fábio Gentil”, realçam.

Ações evasivas

Os aliados coutinhianos dizem não entender porque Soares se esquiva do confronto a esta altura do processo eleitoral. Consideram que os discursos do pré-candidato são evasivos, superficiais e sem consequências políticas práticas: “Um faz-de-conta”, completam.

A herdeira

Pior, na avaliação dos insatisfeitos, a continuidade da candidatura de Adelmo Soares no ritmo atual, sem marcar com nitidez o campo oposicionista, iria atingir e prejudicar principalmente a deputada Cleide Coutinho (PDT), herdeira natural do cacife eleitoral do grupo Coutinho.

Na vitrine

A questão para eles é que sem essa demarcação de campo oposicionista, de forma clara, “ao fim da eleição de 2020 o grupo Coutinho terá perdido de vez todo o cacife eleitoral que ainda lhe resta. E quem se beneficiará disso será Adelmo Soares, pois apenas fará campanha para se manter na vitrine e ser reeleito deputado estadual em 2022”.

Tempos estranhos em Caxias: as oposições não atacam o governo, mas brigam entre si…

Caxias tem seus momentos políticos mais estranhos das últimas décadas. Há um governo desgastado pela inércia e a fraca atuação na pandemia de covid-19. O caos paira no sistema de saúde municipal local. Problemas urbanos sérios, principalmente na periferia. Cultura em desarranjo absoluto, etc, etc…

Cenário de guerra

Em outros tempos, este seria um cenário propício a uma verdadeira guerra política no município.

Flancos abertos

Mas não, os adversários do governo não são incisivos quanto a isso, sequer atacam os flancos abertos pelo prefeito Fábio Gentil. Assim, com essa apatia, ninguém sabe para onde vai a estrada político-eleitoral caxiense em 2020.

Inimigo real

Pior, ironicamente, alguns dos adversários do governo optam mais por atacar-se uns aos outros do que o inimigo real, o qual deveria ser o comum de todos eles… Tempos estranhos estes na Princesa do Sertão.

Sobe número de infectados e de mortes: 2.624 e 83 óbitos…

Volta a subir o número de mortes e de casos em Caxias: Agora são 2.624 os infectados e 83 óbitos pela covid-19 no município de Caxias. Foram mais 32 novos casos de infectados e mais 2 mortes em 24 horas.

Ontem

Até ontem eram 2.592 os infectados e 81 mortes pelo vírus na região.

Recuperadas

O número de pessoas que se recuperaram chega a 1.941.

Ratificação da aliança Coutinho e Soares é recebida com frieza por aliados…

A reafirmação da aliança Cleide Coutinho (PDT) e Adelmo Soares (PCdoB) foi recebida com frieza pelos aliados do grupo Coutinho. Mesmo porque, na seara política, quando é preciso reafirmação da afirmação é porque há sérios tropeços no caminho.

Estrada sinuosa

E, a julgar pelo feedeback ao editor deste site, Adelmo Soares terá uma estrada sinuosa pela frente até conseguir, de fato, uma adesão entusiasmada dos partidários de Cleide Coutinho à sua candidatura a prefeito de Caxias.

Nada bom

Ou seja, mesmo com a ratificação da aliança, é inescondível que há algo que continua enroscando o meio da trilha, e isso não é nada bom para o tamanho do desafio eleitoral à vista.

Ausência

Por sinal, atente-se para a ausência da vereadora Thais Coutinho (PSL) na foto oficial de hoje.

Cleide Coutinho e Adelmo Soares ratificam união política

Em nota publicada agora há pouco, a deputada Cleide Coutinho (PDT) e o colega Adelmo Soares (PCdoB) reafirmaram a aliança eleitoral dos dois grupos em Caxias.

Durou horas

A conversa entre Cleide Coutinho e Adelmo Soares, acompanhada pelo ex-presidente da Câmara de Caxias Ironaldo Alencar e o publicitário Carlos Alberto Ferreira, durou horas e, ao fim, veio o anúncio da continuidade da aliança. Do que se depreende que as arestas foram aparadas (reveja aqui postagem anterior sobre o caso)… Confira abaixo a nota:

Nota

Dra. Cleide e Adelmo cada vez mais juntos para vencer

Em reunião nesta segunda-feira, 20/07, os deputados estaduais Dra. Cleide Coutinho (PDT) e Adelmo Soares (PCdoB) reafirmaram a aliança para as eleições municipais em Caxias, acertando os ponteiros e estratégias para uma campanha vitoriosa.

“A chapa de pré-candidatos a prefeito e vice Adelmo Soares-Thaís Coutinho tem todo o meu apoio e farei todo o possível para viabilizar a vitória do nosso time. Eles vão trazer de volta o tempo de progresso, trabalho, honestidade e palavra honrada que existia no governo do meu saudoso Humberto Coutinho”, declarou Dra. Cleide.

Na reunião, que contou com a presença do ex-presidente da Câmara Ironaldo Alencar e do publicitário Carlos Alberto Ferreira, ficou estabelecida a criação de um estado maior conjunto que vai determinar as diretrizes e resoluções para entusiasmar e unificar os grupos dos dois candidatos. “Saio daqui com a certeza de uma aliança forte, sadia e que fará o melhor para Caxias. O apoio resolutivo da Dra. Cleide e a criação de um comando experiente para a campanha vai nos levar à vitória em 15/11/2020. Venceremos!”, afirmou o pré-candidato a prefeito Adelmo Soares”.

Morte de Elias do Gesso é mais um vácuo na forma tradicional de militância política em Caxias…

Morto aos 67 anos, Elias do Gesso foi vereador por dois mandatos, atuando principalmente nas regiões de Vila Arias e Matadouro Novo, onde constituiu suas bases eleitorais.

Caxiense adotado

Vindo para Caxias de Viçosa (CE), aqui Elias do Gesso se tornou mais um dos muitos caxienses adotados pela Princesa do Sertão.

Assistencialismo

Nas eleições de 2016 ele tentou a reeleição sem sucesso. O seu modo de fazer política era baseado no assistencialismo, como tantos outros de sua geração. Um infarto fulminante o matou na sua fazenda no povoado Água Branca. Deixa esposa, filhos e netos.

Nota da Câmara

Covid-19: 2.592 infectados e 81 óbitos em Caxias…

fiocruz

Agora são 2.592 os infectados e 81 mortes pela covid-19 no município de Caxias. Foram mais 22 novos casos de infectados e nenhuma morte em 24 horas.

Ontem

Até ontem eram 2.570 os infectados e 81 mortes pelo vírus na região.

Recuperadas

O número de pessoas que se recuperaram chega a 1.915.