Já é tempo de os adversários de Fábio Gentil também contratarem pesquisas…

São válidas as contestações do resultado da JPesquisa… É o princípio do contraditório político… No entanto, já é tempo de os adversários de Fábio Gentil (Republicanos) começarem também a publicar suas próprias pesquisas devidamente registradas na Justiça Eleitoral, já que não concordam com o resultado favorável ao prefeito.

Carne seca

Decerto que Fábio Gentil é quem está por cima da carne seca e sem problema de caixa, mas será que os oponentes não conseguiriam nem fazer vaquinha com seus simpatizantes e apoiadores para contratar um instituto que se incumbisse da missão?

Voz única

Se não for assim, não se tenha dúvida de que terminará por prevalecer a voz de um só lado!…

Não adiantará

Pois não adiantará ficar resmungando e contestando sem o apoio de outra avaliação estatística que aponte para uma realidade diferente na disputa.

JPesquisa dá larga vantagem a Fábio Gentil em Caxias…

Segundo a JPesquisa, se as eleições fossem hoje, o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) se reelegeria com mais de 60% dos votos em Caxias.

O levantamento foi feito pela empresa JPesquisa, no município caxiense. A JPesquisa ouviu 600 pessoas na cidade, entre os dias 19 a 22 de junho, sendo a pesquisa registrada na Justiça Eleitoral com o número TSE nº MA02708/2020.

O intervalo de confiança é de 90% e a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

A pesquisa apresenta três cenários: um espontâneo (quando não é citado para os entrevistados o nome de qualquer candidato) e dois estimulados (quando há nome de candidatos para a escolha do eleitor).

Cenário espontâneo

No primeiro cenário, o espontâneo, Fábio Gentil aparece com 51% das intenções de voto. Em seguida, vem o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB), com 8%. Paulo Marinho Jr. (PP) aparece com 4%, Thaís Coutinho com 2%, percentual igual à da deputada Cleide Coutinho (PDT). Tino Castro, César Saba e Léo Coutinho obtiveram 1% cada um. Não sabe ou não respondeu: 30%.

Cenário estimulado

Já no primeiro cenário estimulado, o prefeito Fábio Gentil obteve 61% da opinião dos entrevistados, sendo seguido por Adelmo Soares, com 15%; César Saba, com 4%, e “candidato do PT” com mesmo percentual que Sabá. Luís Carlos Moura foi citado por 2% dos ouvidos. Nenhum dos candidatos foi a opção de 10% dos entrevistados e não sabe ou não respondeu ficou com 4%.

Simulação

Na simulação de uma disputa entre Fábio Gentil e Adelmo Soares, os percentuais ficaram assim: Gentil aparece com 64% das intenções de voto contra 17% de Soares. Nenhum dos candidatos somou 14% e não sabe ou não respondeu, 5%.

Rejeição

A JPesquisa também levantou a rejeição dos nomes postos para a disputa em Caxias. O deputado Adelmo Soares tem a maior rejeição (23%), seguido pelo prefeito Gentil (15%), Saba (7%), “candidato do PT” (4%), Luís Carlos Moura (3%). Nenhum dos candidatos reuniu 30% dos ouvidos e não sabe ou não respondeu, 18%. Além da rejeição, o levantamento mostra a avaliação da gestão de Fábio Gentil à frente da Prefeitura de Caxias.

Avaliação

Consideram ótima a gestão do Republicano 16%; outros 37% disseram considerar boa e 30%, regular. Citaram como ruim, 10% dos entrevistados, e péssima, 4%. Não souberam ou não responderam somaram 3%. Sobre se a população aprova ou desaprova a gestão municipal, a pesquisa mostra que 68% disseram aprovar a administração de Fábio Gentil e outros 29% opinaram pela desaprovação da gestão. Já 3% não sabe ou não respondeu.

Fábio Gentil terá de mudar estratégias para enfrentar os adversários em Caxias MA…

Extraoficialmente, alguns governistas já discutem sobre a perda de Zé Gentil e a influência disso na luta pelo poder local. Para esses mais adiantados, a conclusão é que a estratégia para a tentativa de reeleição de Fábio Gentil (Republicanos) terá de sofrer muitas mudanças

Conselheiro

Apesar da idade avançada, Zé Gentil era um sujeito político sagaz, atuante e profundo conhecedor da classe política caxiense e estadual, com a qual conviveu por décadas. Afora a sua posição de deputado estadual, na qual conseguia impedir que, por exemplo, o governador Flávio Dino (PCdoB) liberasse a tropa aliada para ir pra cima de Fábio Gentil em Caxias.

Muita falta

Além disso, o filho Fábio Gentil o tinha como conselheiro, dada a sua vasta experiência no ringue eleitoral caxiense… Zé Gentil vai deveras fazer muita falta ao núcleo duro governista.

Governistas já estão em seu barco, mas e as oposições?

Considerado o mais potencial dos adversários, terá o deputado estadual Adelmo Soares (PCdoB) condições de avançar sobre as trincheiras governistas com o seu exército?…

O que dizer

…E o que dizer de Tino Castro (de Tino ainda não se sabe nem o partido), César Sabá (MDB), Júnior Martins (PSC), Arnaldo Rodrigues (PSOL) e Luís Carlos Moura (PMB)…

Adentra as casas

…Óbvio que hoje há enes plataformas na internet, as quais permitem diminuir consideravelmente o poder de quem tem a máquina municipal nas mãos, uma máquina que se esparrama pelo município e adentra as casas de pessoas inimagináveis…

Dependência extensa

…A dependência de muita gente aos favores do poder e do prefeito Fábio Gentil (Republicanos) é extensa e incalculável, o sujeito e a sujeita comuns não têm ideia…

Imbatível

…Mas vale lembrar que o ex-prefeito Léo Coutinho possuía um poder e uma extensão ainda muito maior quando foi derrotado por esse mesmo Fábio Gentil que se considera hoje imbatível…

A máxima das máximas

…A luta político-partidária, portanto, é assim imprevisível… Daí que vale relembrar a máxima das máximas da política: eleição, só se ganha no dia!

Chuvas fazem estragos em vários municípios do Maranhão, mas Fábio Gentil pecou nas suas prioridades administrativas…

O governo Fábio Gentil (Republicanos) terá argumento para dizer que as chuvas intermitentes têm feito estragos em várias cidades dos municípios maranhenses, e não só em Caxias…

Atuando

…E também afirmar que a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra) está atuando para minimizar os estragos…

Cobrança forte

…Mas a cobrança por infraestrutura adequada na cidade será forte pelos adversários de ‘Cabeludo’, e muito por conta das prioridades equivocadas da atual gestão municipal, que preferiu investir pesado em festas, shows e similares, ao invés de ter um calendário administrativo corretamente direcionado às demandas sociais mais urgentes, as quais, quando não correspondidas, atingem diretamente, e na ponta, os cidadãos mais carentes…

A conta

…Foi um grave erro de ‘Cabeludo’ fazer isso, e a conta eleitoral virá inevitavelmente!

Prioridades reais e prioridades fictícias para Caxias…

Alguns pré-candidatos a prefeito de oposição em Caxias já indicaram quais seriam suas prioridades num eventual governo deles…

Vagas propostas

…Mas, por enquanto, as propostas dos mesmos foram vagas e, no geral, em desacordo com a própria capacidade orçamentária do município…

Mesma xaropada

…Assim, é alto o risco de que os referidos pré-candidatos embarquem na mesma xaropada do então candidato a prefeito Fábio Gentil em 2016, o qual prometeu um céu sem limites para a Princesa do Sertão…

Abaixo das expectativas

…Na dita campanha de 2016, do que prometeu na real linha social o hoje prefeito Fábio Gentil (Republicanos) pouco fez. E o que fez ficou abaixo das expectativas principalmente em relação à saúde, educação e infraestrutura…

Palco de festas

…Do que pode se gabar, hoje, ‘Cabeludo’, é que a Princesa do Sertão virou um verdadeiro palco de festas… Aí, sim, festas sem limite!… Ou seja, no conjunto do que foi prometido, as prioridades fictícias se sobrepuseram às prioridades reais!

Paulo Moura teria alertado Fábio Gentil sobre o efeito bumerangue dos ataques da sua tropa de choque na internet…

efeito bumerangue…

De acordo com os bastidores governistas, teria sido preciso a intervenção do marqueteiro Paulo Moura para fazer cessar o bombardeio disparado contra o ex-prefeito Paulo Marinho e o deputado Adelmo Soares, logo após o encontro dos dois personagens na quinta-feira passada…

Ação distorcida

…Mas, especialmente em relação a Soares, Paulo Moura teria dito ao prefeito Fábio Gentil e à sua tropa de choque na internet que a ação da intensa pancadaria no adversário poderia terminar distorcida…

Efeito bumerangue

…É que, hoje, grande parte dos marqueteiros acha imprudente atacar compulsivamente os rivais, principalmente os mais potenciais, pois isso não enfraqueceria os mesmos e ainda poderia resultar no chamado efeito bumerangue, no qual o lançador da arma corre o risco de ele próprio ser o atingido se mirar errado!