Para concorrer, PMJ precisa de quitação eleitoral…

O primogênito da família Marinho já teve um entrevero jurídico semelhante em 2016, quando para também concorrer a vice-prefeito a Justiça Eleitoral exigiu dele a quitação integral dos débitos referentes a multas eleitorais, ou ele não seria candidato.

Situação similar

Desta vez, Paulo Marinho Júnior está em idêntica situação, com pendências jurisdicionais, novamente parcelou sua dívida e requereu à Justiça a quitação eleitoral. Situação similar à de 2016.

Entendimento

Logo, a candidatura de PMJ depende, de novo, do entendimento de quem vai julgar a sua petição na Justiça, que, agora, no caso, é a juíza Marcela Lobo, titular da 4ª Zona Eleitoral de Caxias.

Uma resposta para “Para concorrer, PMJ precisa de quitação eleitoral…”

  1. Depende? Isso não existe sr. Jornalista, se ele tiver a grana, o que com certeza tem, vai parcelar em 100 vezes, paga só a entrada, aí na próxima eleição negocia de novo, e por aí vai. Agora, se fosse um pobre com certeza a candidatura estaria cassada para sempre. Ē Brasil…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *