Movimento em defesa da memória de quilombola assassinado no Maranhão…

A solenidade está marcada para ocorrer às 10 horas desta quinta-feira (5/5), na comunidade de São João do Sóter, e será sucedida por um ato público com participação da Comissão Pastoral da Terra e de entidades e comunidades locais.

Edvaldo Pereira Rocha foi o sétimo quilombola assassinado no estado desde o ano de 2020. Ele era presidente da Associação de Quilombolas do povoado Jacarezinho e foi morto no dia 29 de abril.

Dia 05 de maio será realizada a missa de sétimo dia em memória de Edvaldo Pereira Rocha, líder da comunidade quilombola Jacarezinho, na cidade de São João do Soter, localizada a 420 km da capital, São Luís.

Edvaldo Pereira Rocha, presidente da Associação de Quilombolas do povoado Jacarezinho, foi assassinado a tiros na manhã da sexta-feira (29), no povoado Bom Jesus, zona rural de São João do Soter.

A solenidade está marcada para ocorrer às 10 horas desta quinta-feira, na comunidade, e será sucedida por um ato público com participação de entidades e de comunidades locais.

O processo administrativo para a titulação do território quilombola está sob responsabilidade do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), no entanto, ainda não foi concluído. O processo já inclui o laudo antropológico que definiu previamente os limites das terras que pertencem historicamente à comunidade.

Desde o ano de 2020, este já é o sétimo assassinato de quilombolas apenas no Maranhão. Ao todo, em 2021, foram 43 ocorrências de conflitos contra quilombolas no estado, conforme consta na publicação Conflitos no Campo Brasil 2021, divulgada no dia 18 de abril deste ano.

A Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) comunicou, por meio de nota, ainda no dia 29, que a liderança assassinada havia agendado depoimento para os próximos dias, para denunciar a extração ilegal de madeira na região do Quilombo Jacarezinho.

Ainda segundo a nota, “Vale destacar que a principal razão do conflito na região decorre de conflitos agrários pela posse da terra e também pelo desmatamento na região” (Com informações da CPT Regional Maranhão).

A Diocese de Caxias também publicou nota no dia 29 passado (29/4) em solidariedade aos familiares e às comunidades tradicionais:

Nota de Solidariedade Cristã

“Mataram mais um irmão, mas ele ressuscitará”, cantam as comunidades!

Caxias, 29 de abril de 2022

A Diocese de Caxias-MA, na pessoa do seu bispo, do padre Ribamar, das pastorais sociais da Diocese e de todos os indignados pelos conflitos no campo e pelas constantes ameaças causados pelos latifundiários, vêm a público repudiar o assassinato de um grande líder quilombola do Maranhão, no município de São João do Sóter.

Que o sangue de Edvaldo Rocha fecundando o Território Quilombola Jacarezinho inspire a resistência dos que lutam, clame justiça que o Estado deve fazer através de investigação e prisão do assassino e mandante, se assim o for, que acelere a titulação, mesmo que a sua já seja titulada, e posse de fato da terra para quem nela vive e trabalha, que desperte a solidariedade e o compromisso de todos com o bem viver dos que dependem do campo.

Mais um sinal da resistência dos povos tradicionais e da prepotência dos gananciosos, latifúndio e projetos que matam por lucro, sem ver o ser humano. Externamos nossa solidariedade cristã aos familiares, esposa que o viu morrer e filhos, parentes e a inteira Comunidade de Jacarezinho. As Comunidades Tradicionais estão de luto.

Em Jesus, o Cristo Ressuscitado, fiat voluntas tua.

Dom Sebastião Lima Duarte – Bispo de Caxias-MA

Cleide Coutinho visita nova secretária das Cidades…

A deputada estadual Dra. Cleide Coutinho realizou nesta segunda-feira (2/5) visita de cortesia à nova secretária de Estado das Cidades (SECID), Joslene Rodrigues. Na reunião estavam presentes Rodrigo Verde (Assessor para assuntos do Legislativos) e Werbeth (Secretário Adjunto da SECID).

“A secretária Lene é uma amiga de longa data e sei que vai me ajudar muito na solução das demandas das cidades que represento. Apresentei a ela diversos projetos que pretendo implantar nestes municípios até a conclusão do meu mandato”, realçou Dra. Cleide.

“Fiquei honrada com a visita desta grande deputada que é a Dra. Cleide, com quem tenho o privilégio de conviver há muitos anos. Ela me trouxe propostas muito viáveis que faremos tudo para implementar durante minha presença aqui na SECID” (Ascom).

Assassinado o presidente da Associação dos Quilombolas do povoado Jacarezinho, em São João do Sóter (MA)…

O presidente da Associação dos Quilombolas do povoado Jacarezinho, de São João do Sóter (MA), Edvaldo Pereira Rocha, foi assassinado na tarde desta sexta-feira (29/4), naquele município.

Edvaldo se encontrava fazendo um lanche em um comércio à beira da MA-127 (KM 36), no povoado Bom Jesus, entrada da localidade ‘Nezito’, que dá acesso ao santuário São Francisco, quando dois homens surgiram em um veículo e efetuaram vários disparos contra ele.

 O líder quilombola teve morte imediata. Edvaldo Rocha era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) de São João do Sóter (MA), liderança sindical e representante da comunidade Jacarezinho. Há anos vinha lutando pela titulação da sua comunidade quilombola, da qual era integrante.

Providências da SSP

O delegado geral de Polícia do Maranhão, Jair Paiva, agiu rápido e enviou reforço e perícia para o local do crime, sob o comando do delegado geral de Caxias (MA), Alcides Martins, para tentar prender os autores do crime e apurar os motivos que levaram ao assassinato do petista (O Informante).

Weverton Rocha descarta qualquer apoio à candidatura de Flávio Dino ao Senado…

Depois de afirmar que votaria em Flávio Dino para o Senado, o senador Weverton Rocha (PDT) voltou atrás e disse, nesta sexta-feira (29/4), em Caxias (MA), que não vai mais apoiar o ex-governador

Em entrevista nesta sexta-feira (29/4) ao podcast ‘Sai da Lama’, apresentado pelo jornalista Jonas Filho, em Caxias (MA), o senador Weverton Rocha foi curto e definitivo ao ser indagado sobre qual nome o seu grupo político vai apoiar para o Senado… Veja o vídeo abaixo.

“A questão da candidatura do Senado tem até a convenção para poder resolver. Uma coisa o nosso grupo já tomou a decisão política: nós não vamos votar no Flávio Dino. Depois de tudo o que ele fez e a forma agressiva, dura, difícil… não tem como (votar nele), mesmo porque essa opção que ele fez, o caminho que ele procurou percorrer não é o nosso; então, não temos como ficar juntos. Agora o candidato, isso aí nós vamos discutindo e durante os próximos dias a gente vai definir”, afirmou Weverton Rocha… (Com informações do Blog do Ludwig e do O Informante/JP)

Confira no vídeo:

Deputada Cleide Coutinho se reúne com Sebastião Madeira e pede agilidade na reforma do Mercado Central

A deputada estadual Dra. Cleide Coutinho teve encontro nesta quarta-feira (27/04) com o secretário-chefe da Casa Civil do Estado, Sebastião Madeira, seu colega médico que foi prefeito de Imperatriz e deputado federal.

Na reunião de velhos amigos, no Palácio dos Leões, a deputada pediu agilidade para implementação de suas emendas parlamentares que já têm ordem de serviço assinada para reformar o mercado municipal e ampliar instalações do Hospital Macrorregional de Caxias.

Madeira prometeu à deputada empenho máximo para que as obras comecem o mais breve possível e disse que “Dra. Cleide é uma parlamentar incansável na defesa dos interesses de seus eleitores, especialmente da cidade de Caxias. É sempre uma alegria encontrá-la e poder trabalhar para atender suas demandas mais que justas”.

Vereador diz que novo diretor do Macro tem o nome todo ‘cagado’ e não pode chefiar o hospital…

Ermando Filho e Catulé

Na sessão de quarta-feira (27/4) da Câmara de Caxias (MA), o vereador e ex-presidente da Casa Catulé disse que o novo diretor do Hospital Macrorregional de Caxias, Ermando Filho, tem o nome todo ‘cagado’ e não pode chefiar a instituição… Confira no vídeo abaixo.

Durante sua fala, Catulé traçou um perfil negativo e estarrecedor do novo diretor do Macro, suas relações com o prefeito Fábio Gentil, o uso supostamente irregular de um aparelho de tomografias pertencente à clínica de Ermando Filho, o conflito de interesses no estabelecimento desse ‘convênio’, o desmonte do sistema municipal de saúde quando o mesmo era subsecretário de Saúde e a incapacidade de Ermando Filho para dirigir um hospital estadual do porte do Macrorregional de Caxias.

Agora, assista ao vídeo para entender a polêmica estabelecida em Caxias desde a demissão da antiga direção do Hospital Dr. Everaldo Aragão.

Presidente da Câmara de Caxias ameaça rasgar colega só no dente…

Veja no vídeo abaixo… Irritado com as críticas do colega vereador Daniel Barros à deputada estadual Daniella, namorada do prefeito de Caxias (MA), Fábio Gentil, o presidente da Câmara local ameaçou rasgar o colega “só no dente” porque Barros também a chamou de ‘Daniella Tema’ (sobrenome do ex-marido da deputada, ex-prefeito de Tuntum do Maranhão Cleomar Tema) e não de ‘Daniella Gentil’!

O fato ocorreu hoje (27/4) na sessão legislativa da Casa parlamentar caxiense.

Confira no vídeo:

PF age em São Luís, Santa Inês, Caxias e Teresina para desarticular organização criminosa que fraudava licitações…

Mais de 70 policiais federais deram cumprimento a 18 Mandados de Busca e Apreensão e a sete Mandados de Constrição Patrimonial, com valores que chegam a R$ 8,5 milhões. As determinações judiciais, decorrentes de Representação elaborada pela Polícia Federal, foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região

A Polícia Federal, com apoio da Controladoria Geral da União, deflagrou, na manhã desta quarta-feira (27/4), nas cidades de São Luís/MA, Santa Inês/MA, Caxias/MA e Teresina/PI, a Operação Free Rider.

A ação tem por finalidade desarticular grupo criminoso responsável por promover fraudes licitatórias e superfaturamentos contratuais no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Inês/MA, envolvendo verbas federais que deveriam ser utilizadas para a compra de medicamentos e insumos hospitalares.

Mais de 70 policiais federais deram cumprimento a 18 Mandados de Busca e Apreensão e a sete Mandados de Constrição Patrimonial, com valores que chegam a R$ 8,5 milhões. As determinações judiciais, decorrentes de Representação elaborada pela Polícia Federal, foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Constatou-se, inicialmente, que o Município de Santa Inês realizava adesões fraudulentas à Ata de Registro de Preços de outros municípios, sem que houvesse o requisito de “vantagem” para a administração pública, posto que, em um dos casos investigados, havia o sobrepreço de 215%.

Os contratos investigados, que somam mais de R$ 8,5 milhões, envolvem uma empresa sediada em Teresina/PI, a qual deveria fornecer diversos medicamentos e insumos hospitalares para o município do interior.

Apesar do alto valor das contratações realizadas pela Secretaria de Saúde daquela cidade, há informações indicando que, em determinados períodos, estariam faltando materiais básicos no hospital e rede pública municipal, tais como seringas, soro fisiológico, fios cirúrgicos e remédios psicotrópicos, obrigando os cidadãos a procurarem atendimento hospitalar em municípios vizinhos.

A investigação revelou também fortes indícios de que grande parte das contratações de Santa Inês eram precedidas de negociações de propina, possivelmente repassada para os integrantes da organização criminosa por meio de empresa fictícia, criada para essa finalidade.

Três núcleos criminosos

A organização criminosa é composta, basicamente, por três núcleos: núcleo criminoso com atuação na Prefeitura, núcleo criminoso com atuação na Secretaria de Saúde e núcleo criminoso empresarial.

O núcleo da Prefeitura seria composto pelo prefeito municipal e servidores da Prefeitura vinculados ao setor de compras e licitação, a exemplo da Secretaria de Administração, Departamento de Licitação, Diretoria de Compras e Gabinete do Prefeito.

O núcleo criminoso da Secretaria de Saúde é encabeçado pela Secretária de Saúde e outros servidores, que também cumprem ordens do Diretor de Compras e dos demais envolvidos no setor de licitação.

O núcleo empresarial, sediado em Teresina/PI, é composto pelo sócio da empresa contratada, seu sobrinho e um funcionário, os quais realizam diversas movimentações bancárias, com saques semanais de quantias vultosas em espécie, além de facilitarem o esquema de “montagem” dos processos licitatórios, os quais resultaram na contratação da empresa.

Diante desses fatos, a Polícia Federal cumpriu 18 Mandados de Busca e Apreensão e sete Mandados de Constrição Patrimonial, com valores que chegam a R$ 8,5 milhões.

Afastados do cargo

Também foram imediatamente afastados do cargo o prefeito Municipal de Santa Inês, a secretária de Saúde, a secretária de Administração, o chefe do Setor de Licitação, o diretor de Compras, a chefe de Gabinete do Prefeito e mais outros dois servidores municipais, ligados às fraudes licitatórias.

Foram suspensos os pagamentos da empresa contratada de forma fraudulenta, e os empresários investigados tiveram suspensão do direito de participar de licitações e de contratar com órgãos públicos.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder por fraude à licitação, superfaturamento contratual, peculato, crime de responsabilidade praticado por prefeito, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa, com penas que podem ultrapassar 40 anos de reclusão (Ascom da PF).

Deputada Cleide Coutinho se reúne com novo secretário estadual de Saúde…

Em visita de cortesia ao novo Secretário de Saúde do Maranhão, Tiago Fernandes, a deputada estadual Dra. Cleide Coutinho fez uma explanação da situação da saúde nos municípios que representa na Assembleia Legislativa e desejou boa sorte e sucesso ao novo Secretário.

A deputada se disse impressionada com o novo secretário, que demonstrou excelente trato político e grande conhecimento da pasta que comandará em 2022.

Morre o médico Glauto Tuquarre durante viagem de lua de mel…

O médico oncologista casou no último sábado (23/4) com a publicitária da TV Clube Lícia Dutra

Wanessa Gomes/GP1

O marido da publicitária da TV Clube Lícia Dutra, o médico oncologista Glauto Tuquarre Melo do Nacimento, 49 anos, morreu nesta segunda-feira (25/4) dentro de um avião a caminho da lua de mel.

A cerimônia religiosa ocorreu na Capela Universitária São Paulo VI e a festa no Finess Buffet, no sábado (23), em Teresina. Eles já haviam casado no civil em novembro de 2021.

Segundo nota de pesar divulgada pela família do médico, o casal embarcou neste domingo em São Paulo onde iria passar a lua de mel nas Ilhas Maldivas. Glauto Tuquarre sentiu dores no peito durante o voo e em seguida pediu ajuda a comissários de bordo.

Ele chegou a ser atendido por dois outros médicos que viajavam no mesmo avião, que tentaram reanimá-lo, mas sem êxito.

O avião já tinha conexão programada para Doha, no Catar, onde pousou às 10h20. Ainda não há informações sobre translado do corpo de volta ao Brasil e velório.

Sobre Glauto Tuquarre Melo do Nascimento

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Piauí (1996). Residência em Clínica Médica (2002-2003) e Cancerologia (2003-2005), ambas pela Universidade Estadual Paulista – UNESP – Botucatu, SP. Estágio no Departamento de Imagem no Serviço de Medicina Nuclear do Hospital do Câncer A. C. Camargo da Fundação Antônio Prudente (1999-2000). Diretor Técnico da Oncobem. Membro da Comissão de Residência Médica (COREME) do Município de Caxias.