O grande teste do ‘lockdown’’ em Caxias será amanhã, segunda-feira…

Para muita gente, a quinta e a sexta-feira passadas foram apenas ‘feriados’, dada a antecipação dos respectivos feriados de 1º de agosto e 4 de outubro para os dias 9 e 10 de julho, uma espécie de grande feriadão.

Fechamento

Mas depois disso veio o Decreto nº 185 do poder público, que tem validade até o dia 19 de julho e dispõe sobre a continuidade do fechamento das atividades econômicas não essenciais na Princesa do Sertão.

Grande teste

Pois bem, amanhã será o grande e verdadeiro teste para essa decisão do governo municipal. Uma segunda-feira, para ver se as pessoas vão de fato respeitar o isolamento social.

Ficar de olho

E um desafio também para as autoridades locais, que estão obrigadas a ficar de olho e reprimir as transgressões.

Sintrap diz que governo de Caxias passa a conta de aulas remotas para professores…

ana célia damasceno, secretária de educação

Em mais uma campanha contra a expansão do novo coronavírus, o Sindicato dos Servidores Públicos de Caxias (Sintrap) publicou um incisivo vídeo contestando a ideia do retorno antecipado às aulas… O mesmo foi divulgado em redes sociais e grupos de Zap.

A entidade sindical teme que a volta às aulas ponha em risco os educadores e os alunos nesta fase de acelerado avanço da covid-19 no município.

Além disso, o Sintrap realça a necessidade de as aulas serem remotas e relata, em nota, as condições a que professores e alunos estariam submetidos na política da Secretaria Municipal de Educação de Caxias… Confira nota abaixo:

Nota

“A educação pública municipal há muito tempo vem funcionando com o suor dos professores, que acumulam doenças em espaços insalubres de muitas escolas, em salas superlotadas, por vezes com crianças com fome dada a falta de merenda (mesmo com recursos de 2.511.432,00 no ano de 2020), e outras carências, acompanhando o sofrimentos dos alunos que perdem aula por falta de transporte escolar (mesmo com recursos de R$ 740.836,75).

 Para completar o desrespeito, algumas direções, para segurar seus cargos e esconder as falhas do poder público, administram a escola como carrascos, passando a conta do funcionamento das mesmas para os professores.

A título de exemplo, sabemos que já foi naturalizado, em algumas escolas, a obrigação de os professores pagarem internet, gás de cozinha e alimentação para as crianças especiais.

 Agora, com a pandemia, várias direções de escolas da zona urbana e rural obrigam professores a custearem xerox para os alunos e assim garantir as ‘aulas’ remotas.

Com os professores contratados a coisa ainda é pior, vez que o temor destes pela perda da renda advinda do contrato os sujeita ao autoritarismo das direções.

Nesse sentido, importante lembrar que o Sintrap defende a todos, já que professor algum deve retirar dinheiro de seu péssimo salário para manter as escolas nem as aulas.

Professores não são administradores de recursos públicos.

Onde estão as verbas do PDDE das escolas e os R$ 871.115,52 do Salário Educação?

 Prefeito Fábio Gentil, secretária Ana Célia e direções de escolas, cumpram com suas obrigações!!! Se não querem dar as condições para a realização das aulas remotas para os alunos da rede municipal também não exijam essa conta dos professores. Ela é de vocês!!!

Pela manutenção do isolamento social!!

Professores fiquem em casa até passar a pandemia!!!

Caxias, 10 de julho de 2020/ Sintrap/Caxias-MA”.

Instituto Amostragem está na área. Vem pesquisa por aí…

O instituto Amostragem, do Piauí, está na área de Caxias MA. Não se sabe se o levantamento estatístico será posteriormente publicado ou se apenas servirá ao consumo interno de quem o contratou.

Mapear

Mas é certo que a intenção é mapear a fundo o que pensa a opinião pública caxiense sobre as eleições majoritárias de 2020, as preferências em relação aos pré-candidatos a prefeito, rejeição, etc.

Dúvidas e certezas

Ou seja, seria um verdadeiro pente fino estatístico para dirimir dúvidas ou confirmar as certezas que os contratantes já teriam, em tese, sobre o quadro eleitoral na Princesa do Sertão.

Chico Sousa recorre da decisão do PT de Caxias que definiu apoio a Fábio Gentil…

O advogado petista Francisco Pereira de Sousa requereu à direção do PT estadual a revogação da decisão do PT de Caxias que fechou apoio à reeleição do prefeito Fábio Gentil (Republicanos) no dia 3 de julho passado.

Petição

Relata Chico Sousa: “Petição de revogação de ato ilegal e fora do leque de aliança que deferiu apoio irrestrito ao PRB em Caxias, em face da Comissão Executiva e ou Diretório do Partido dos Trabalhadores de Caxias MA, representada por Lays Poliane Oliveira Mota”.

Petição II

Prossegue o petista: “Considerando a realização da reunião no dia 03 de julho de 2020, sexta feira, atende-se perfeitamente à tempestividade da petição aposta, nos termos da Resolução de 29 de abril de 2020: “16, nesse caso o prazo só terá início no dia 06 de julho, exaurindo-se somente no dia 09 de julho de 2020. Será considerado tempestivo quando apresentada até três dias úteis contados a partir do fato. Devendo a instância superior julgar em até 5 dias úteis”.

Segmentos se unem a favor das normas de isolamento social em Caxias…

Enfim caiu a ficha: Subseção OAB local, Igrejas católica e evangélica, CDL, Sindlojas, etc, sindicatos de trabalhadores, instituições e outros segmentos organizados do município começam a dar força ao cumprimento das normas de isolamento social decretadas em Caxias.

União fundamental

Embora tardia, haja vista que o próprio governo e boa parte das entidades acima eram contra a aplicação de medidas mais duras na cidade, essa união em torno das restrições sociais é fundamental para que as mesmas prevaleçam, pois a situação não está para brincadeira.

4 óbitos

Relembre-se que só na sexta-feira (10/07), oficialmente, foram quatro óbitos, ultrapassando a média de antes de um, dois ou três a cada 24 horas diariamente anunciados no boletim da covid-19 na Princesa do Sertão.