Caxias não tem mais uma opinião pública exigente com o poder…

A opinião pública caxiense deixou de ser a mesma há muito tempo. Sobre a nomeação de parentes, por exemplo, à exceção de manifestações em redes sociais na internet, no geral, ninguém mais se manifesta nas ruas contra o prefeito.

Vide o recente caso da nomeação da filha do prefeito, Amanda Gentil, como secretária de Governo e Articulação Política, uma clara medida destinada apenas a dar um ar de legalidade à movimentação da moça por dentro da administração.

Na verdade, aquelas antigas manifestações políticas que se viam com frequência no asfalto central da Princesa do Sertão, estas acabaram.

Os antigos e abundantes movimentos sociais organizados que faziam da política caxiense uma das mais efervescentes do estado sumiram e seu líderes ou envelheceram ou morreram, levando consigo o ânimo da contestação aos inquilinos temporários do Palácio da Cidade.

10 respostas para “Caxias não tem mais uma opinião pública exigente com o poder…”

  1. Concordo com o texto em partes e discordo da mesma forma, acho que se está na Lei e que o MP existe para fazer valer as leis, o povo não tem porque está se expondo a questões que é de interesse dos órgãos de fiscalização dos municípios.

  2. Isso acontece pq não temos vereador como representante do povo, mas sim, como empregados particulares do prefeito. Na verdade, nós caxienses estamos a mercê da sorte, a qual não é nada boa.

  3. Meu grande amigo, camarada, em algumas partes do texto eu concordo, porém discordo no sentido de que Caxias não está só e desamparada, hoje ela tem um desbravador com codinome “FISCAL DO POVO”, algo que em toda história política de Caxias teve de fato e na prática, enfim, o que foi fácil volta mais fácil ainda, pois Caxias agoniza por socorro, quando iludida foi por uma reeleição. Só o GRANDÃO foi capaz de fazer nossa Caxias feliz por 2 mandatos.

  4. Já houve, sim, um tempo que os cidadãos caxienses foram exigentes com seus direitos. Bem colocado isso no texto.

    1. Quando foi isso? Me diz… Desde os tempos do Dilûvio, em Caxias e no resto do Brasil políticos nomeiam parentes e amigos para os cargos públicos.

    2. Pode ser que com a proximidade das próximas eleições pra Presidente e dependendo de que lado o prefeito vai apoiar, surja alguma manifestação .

  5. Concordo com a Coluna; a falta de Moral, para qualificar uma Patricinha, que hoje não ostenta sua bolsa Prada de 25 mil reais, aparecendo como Madre Tereza de Calcutá, levando esmolas para o Povinho de Caxias que se vende fácil a essa ‘Organização’ que junto a outra em frente mira os cofres Públicos e que se prepara para se perpetuar no poder como se fossem Famílias Honradas, honestas e trabalhadoras. Biologia não falha; A aposta atual se movimenta para colocar a moça no congresso Nacional, para aumentar a riqueza de sua Família, que ao longo dos anos vêm aumentando. Reflexos nas Escolas, unidades de Saúde; como exemplos as queixas das mulheres que são atendidas na Maternidade dessa cidade que reclamam da falta de lençóis, medicações. A história será repetida ano após anos, o discurso de honestos, honrados e trabalhadores se repetirá; culpados não os do discurso mas o Zé povinho triste, miserável, que também se vende a esse grupo, mas tem dinheiro para comprar perfume francês. Como diria Alá: morte aos infiéis!

    1. Então vc não conhece a política caxiense. Só agora ela está dominada. Ela foi efervescente, sim, mesmo que fosse pela luta de poder única e exclusivamente de uma elite. Pouco o interesse coletivo.

      1. Ah! Teve quando? Me indique o Prefeito que não nomeou parentes e correligionários!! A coisa era tão escandalosa no Brasil todo que obrigou o STF a publicar Súmula Vinculante disciplinando a coisa.

        Só pra se ver, um ex-alcaide de Caxias fez um Sobrinho sucessor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *