Portal do passado… Há 19 anos em Caxias…

túnel do tempo…

6 de outubro de 2000

Exército de ocupação

Antigos assessores de Paulo Marinho, da época em que o deputado federal foi prefeito, já são vistos pela cidade. Isso indica que Márcia Marinho reeditará o estilo de governo municipal do marido. São técnicos de diversas áreas, a maioria residente em São Luís. É o exército de ocupação que chega para assumir posições da estrita confiança de PM e Márcia. Treinados e adestrados, eles não precisam raciocinar muito para entender como deve ser conduzida a reimplantação peculiar do ‘modus faciendi’ à frente da chefia do Executivo local. Todos são bons obreiros.

O traçado

parece arroz de carreteiro: ‘o traçado’…

Um vereador que não se reelegeu, conhecido pelos seus passamentos e agonias nas votações mais polêmicas da Câmara Municipal, aquele que mergulhava o termômetro numa vasilha com água fervente para simular altas febres, exigia para um candidato a prefeito, em troca de seu apoio, duzentos quilos de arroz; duzentos quilos de feijão; cem quilos de farinha … e quinhentas rapaduras … O candidato, já irritado, perguntou: “Pra que tanta rapadura …?!”… E o vereador: “É pro caboclo fazer o traçado, doutor … só assim ele mata a fome. E com fome ele não vota em mim!!!” …

Reforma I

Três dias após a eleição de Márcia Marinho, cai o secretário de Saúde, Fernando Couto. Ele foi substituído pela médica Socorro Coutinho, que apesar do sobrenome nada tem a ver com Humberto Coutinho, a quem Fernando era ligado…

 Reforma II

…As ligações de Socorro Coutinho são com Paulo e Márcia Marinho. Ela foi candidata mas não conseguiu se eleger vereadora pela ‘Coligação Vitória do Povo’… Ex-diretora da Policlínica (do ex-deputado Zé Gentil), é muito próxima de Fábio Gentil, filho do ex-deputado, vereador eleito.

MP e Justiça

A tranquilidade do pleito de Caxias deve ser tributada ao Ministério Público e à Justiça Eleitoral, nas pessoas das promotoras Sarah Albuquerque, Lítia Cavalcante e Ironildes Ribeiro e nos juízes Carlos Henrique Veloso, Antônio Manoel Velôzo e Milton Bandeira… Nenhum candidato ou cabo eleitoral se atreveu a rodar a baiana.

Disputa por uma vaga na Câmara de Caxias em 2020 será uma das mais duras da história do município…

disputa por uma vaga…

O embate por uma vaga na Câmara de Caxias em 2020 será um dos mais duros da história da Princesa do Sertão. A mudança na legislação eleitoral jogou por terra todas as formas tradicionais de os candidatos correrem atrás de uma vaga na Casa do Povo local…

Enxurrada

candidatos a bedel…

…Até mesmo os mais experimentados vereadores, ex-vereadores e cabos-eleitorais ainda buscam uma maneira de se adaptarem aos novos tempos. Acrescido a isso, há uma enxurrada de pré-candidatos novatos, uma turma de jovens profissionais liberais, pequenos empresários, produtores culturais, etc, que já vêm fazendo campanha antecipada principalmente na internet…

Prioridade total

fábrica de candidatos…

…Para essa moçada estreante, o QG virtual terá prioridade total na estratégia de fazer seus nomes chegarem ao eleitorado caxiense… E, pior para vereança tradicional, seus integrantes sabem como lidar com a ferramenta digital…

Supremacia

…O que significa que a turma da velha guarda da política não só terá de se adaptar à nova legislação e às ferramentas tecnológicas como ainda ao novo modo de fazer política no mundo virtual, caso contrário perderá a supremacia no Legislativo da Princesa do Sertão!!!

Cofo governista: sempre caberia mais um?!…

cofo farto…

Continuam os rumores de que o núcleo duro do poder anda à caça de mais gente para enfiar no cofo governista. Apesar de já ter uma ‘cabroeira’ enorme na constelação palaciana, mesmo assim, a ideia que passa é a de que se estaria naquela de que sempre cabe mais um na ‘Viúva’…

Premissa falsa

…Mas a premissa de que sempre cabe mais um dentro da ‘Viúva’ é falsa… Caber, até que cabe quantitativamente, mas, à medida que o estirão de gente vai aumentando no intestino governista, algum outro aliado também perderá algo na história, pois o bolo terá de ser dividido em mais fatias…

Fatias mais finas

mais fatias…

…Como o fermento político já fez o seu milagre e dobrou o tamanho do bolo, agora, porém, só cortando fatias mais finas para dar mais pedaços a mais gente!!!…

Liso-macaco

liso-macaco…

…Daí a chiadeira interna de vereadores, secretários municipais e outros agregados em torno do poder… Em relação à vereança, por exemplo, o que se ouve é que a cabroeira andaria ‘liso-macaco’…

Bons cabritos

comportados…

…E que, à exceção de uns poucos do alto clero, a maioria estaria matando cachorro a grito já há um tempo… Só que, como bons cabritos, por enquanto, só berram entre eles mesmos!!!