O ex-candidato a prefeito Constantino Castro se manifesta sobre postagem…

O ex-candidato a prefeito de Caxias MA Constantino Castro (Tino Castro) se manifestou sobre a postagem ‘Ex-candidatos a prefeito sumiram da área…”, publicada ontem (23/02) aqui na página… Reveja.

Confira abaixo a manifestação de Tino Castro:

“Caro jornalista Jotônio Vianna,

Tenho que concordar com a parte que fala em desempenho insignificante, isso com relação ao quantitativo de votos, mas, ao mesmo tempo, e sabendo que tudo è uma questão de por onde se enxergam as coisas, tenho que relatar alguns pontos. Eu, falando mesmo em primeira pessoa, não saí derrotado, por diversos motivos, pois cumpri a lei, fui  propositivo, respeitei as pessoas, andei com meus próprios pés, não negociei nada com ninguém, não fui atrás de ninguém que não tenha sido o povo, fiz uma prestação de contas de verdade e não uma palhaçada de contas, não ataquei  a vida de ninguém em troca de visibilidade, não fui candidato do papai, da mamãe, da vovó, do titio, do padrinho, da maninha, nada disso, fui candidato da cidade que nasci, cresci, aprendi a desenvolver um trabalho e ganhar meu sustento com dignidade sem tirar ou colocar em risco nem o futuro e nem a saúde de nenhum dos meus irmãos e irmãs caxienses. O pouco recurso que foi destinado, foi sim fruto de trabalho, não teve um real de recurso público.

Enxerguei muita coisa nessa caminhada, foram dias de muito aprendizado, percorri quase toda a Caxias, “conheci muita gente interessante, até um neto bastardo do meu bisavô”, conheci muitas pessoas de caráter duvidoso e tirei minhas próprias conclusões. Vou citar uma delas: o número atingido pelo atual prefeito condiz com o percentual da população caxiense inserida na pobreza e na extrema pobreza, poderia atirar pedra no povo por aceitar essas práticas políticas em um mundo tão cheio de informação, mas não, me coloco no lugar e procuro entender a fome e a necessidade de cada um… Você deixaria de vender seu voto vendo seu filho chorando de fome e sede???

Eu vi muitas pessoas nessa situação, coisa que não enxergava lá do escritório da empresa.

Você deixaria de vender seu voto pra “comprar umas passagens pra ver a Rodoviaria” de outra cidade “com as luzes de natal” ??????

Talvez não, pelo fato de ser tudo uma mesmice, votar no menos “ruim”, são todos farinha do mesmo saco, então vota no que deu algo momentâneo, que passa ali dois dias, ou que talvez proporcione começar a vida longe de Caxias.

Assim enxergo, finalizei tranquilo as eleições, sem processo, sem escândalo e principalmente, SEM DESISTIR. Você só perde quando você desiste, e Eu nunca vou desistir. Não foi fácil sair de casa, da empresa, da vidinha, e colocar meu nome. Antes, nunca tinha sido candidato a nada, mas dei um excelente oportunidade à minha cidade, cidade que me deu tudo, uma linda esposa e três excelentes filhos, terminei ao lado de Deus e deles, finalizei muito melhor do que quando iniciei, amadureci, hoje acredito que todo homem ou mulher que tenha sonhos pra nossa cidade, que enxergue a máquina pública como um mecanismo de desenvolvimento humano, econômico, social e ……… por aí vai, tenha que fazer o mesmo, tentar retribuir à sua cidade tudo que ela lhe proporcionou em sua vida.

Estou com os filhos  crescidos, o caçula ingressa agora na faculdade, em 2022 as duas mais velhas estarão formadas (maior herança), minha esposa exerce a atividade de pedagoga (professora) com muito orgulho e maestria, aí fica um pouco menos complicado ingressar com os dois pés e as duas mãos na política. No entanto, estamos sim trabalhando em silêncio, muitos são os problemas, praticamente um ano de pandemia, com a economia em baixa, risco Caxias lá em cima, mas mesmo assim vamos procurar empreender na nossa cidade, mesmo assistindo toda essa palhaçada, afinal de contas, cadê a cavalaria???? As câmaras de desinfecção??? A licitação do lixão??? As viaturas???? O dinheiro ???? A estabilidade???? O salário dos contratados ?????? O único dinheiro que circula em nossa cidade???? Cadê o governador???? Os deputados???? E até mesmo o nosso prefeito????????

Cadê ?????????

Saúde????

Como estão as crianças do município??????

Até helicóptero tinha…

Só temos moscas, lixos, desemprego, reclamação…

Mas cadê os ex candidatos, né meu irmão???? 2022 tá bem aí 👊🏾”

Câmara: suspensão das atividades parlamentares…

O presidente da Câmara de Caxias MA, Teódulo Aragão, decidiu estender para 15 dias a suspensão das atividades na Casa. Lembrando que ali 14 servidores testaram positivo para a covid-19.

Só que alguns vereadores pegaram a carona e pensam em esticar o tempo de ‘recesso’.

Por exemplo, o governista Durval Júnior já postou em redes sociais e grupos de Zap que ficará 30 dias afastado das atividades no Parlamento!

Até agora o governo não pagou os salários dos servidores…

Até agora, o governo Fábio Gentil (Republicanos) não pagou os salários dos servidores efetivos, concursados, contratados, etc.

São muitos atrasos, que incluem médicos, fornecedores e prestadores de serviço.

Há algo fora da ordem no Palácio da Cidade… O medo agora é que o ‘faz-me-rir’ não apareça de jeito nenhum para os barnabés caxienses!

Ex-candidatos a prefeito sumiram da área…

Ex-candidatos a prefeito derrotados em 2020 em Caxias sumiram da área. À exceção do deputado Adelmo Soares (PCdoB), que pela posição que ocupa na Assembleia continua na vitrine, os demais não têm mais se manifestado em público.

O recuo, porém, é compreensível… Com o desempenho eleitoral insignificante de todos eles, o melhor mesmo foi a turma sair de cena para ter tempo de refletir sobre a disputa eleitoral passada e também tentar descobrir o que deu errado em suas campanhas.

Pois, quem sabe assim, com muita reflexão, todos esses personagens políticos poderiam se recompor e encontrar novas motivações para quando vier o embate de 2024.

Dinheiro tem, mas continuam atrasados salários de barnabés e pagamento de prestadores e fornecedores de serviço…

No cofre da Prefeitura de Caxias entraram seguidos e vultosos repasses federais para o combate à pandemia de covid-19 e mais outros recordes históricos de grana, como o do FPM.

O FPM de janeiro de 2021 foi o maior da história já recebido nesse mês pelo município da Princesa do Sertão.

Porém, não obstante tanta dinheirama, o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) ainda deve salários de servidores municipais contratados, médicos e demais integrantes da Saúde e terceirizados, afora o pagamento de fornecedores e prestadores de serviço.

Os atrasos são tão incompreensíveis que até mesmo aliados governistas já se dizem bastante incomodados com o ‘cano’ de Cabeludo nessas categorias responsáveis por fazer a máquina pública caxiense funcionar.

Governo versus oposição

O esfacelamento das oposições caxienses dá tranquilidade ao prefeito Fábio Gentil (Republicanos). Hoje, nem dentro nem fora da Câmara Municipal, não há forças políticas capazes de acuar o governante municipal.

Se para o prefeito essa circunstância é a melhor possível, por outro, porém, isso não é bom para o município, pois o mandachuva do Palácio da Cidade pode fazer o que quiser sem nenhum receio de ser cobrado por suas ações. Na política, quando há unanimidade em torno do poder a tendência é o governante relaxar na satisfação aos cidadãos que o elegeram. Daí a importância do papel de uma oposição consciente, incisiva e questionadora das ações da administração municipal.

Afora que a adesão da classe política ao governo resulta na impressão de que seus agentes regionais só se preocupam com seus próprios interesses. E que, no caso, as demandas sociais coletivas não lhes dizem respeito. O que é um precedente ruim para o conceito democrático, pois é através do antagonismo de forças partidárias que se chega a um consenso sobre o que é melhor para a comunidade onde se dá o respectivo e salutar confronto de ideias (Da coluna Caxias em Off, do Jornal Pequeno de sexta-feira (12/02).

Governo atrasa salário de servidores e também não paga fornecedores e prestadores de serviço…

Com os cofres abarrotados de grana no final de seu primeiro governo, não dá para entender por que o prefeito Fábio Gentil (Republicanos) agora atrasa salários de tantos servidores, fornecedores e prestadores de serviço municipais.

Há reclamações em toda parte por causa disso desde o início da segunda gestão de Cabeludo.

Apesar disso, o núcleo duro palaciano caxiense não dá a mínima explicação sobre esse enrosco financeiro a servidores, fornecedores e prestadores de serviço.

Oposicionistas em busca de um guarda-chuva no poder…

Estilo & Conforto

Foi surpreendente o afã de ex-aliados do grupo Coutinho que queriam uma vaga de secretário na nova gestão do prefeito Fábio Gentil (Republicanos). A briga pelo comando de pastas municipais saiu dos bastidores e explicitou claramente como a maioria desses agentes políticos não está nem um pouco interessada em continuar fazendo papel de oposição em Caxias MA.

Mas só alguns desses agentes lograram êxito no empenho para conseguir um lugar de destaque na administração municipal. De qualquer forma, quem agiu no sentido de se integrar ao governo, embora não tenha sido nomeado para alguma função relevante, com certeza não vai erguer lanças contra o prefeito, pelo menos não nos próximos três anos.

Ou seja, se alguém imaginou que neste segundo mandato Fábio Gentil fosse enfrentar um exército de oposicionistas se enganou. Ao contrário, muitas lideranças políticas locais hoje só trabalham para ter um guarda-chuva no poder, seja um guarda-chuva de destaque ou não, desde que este venha acompanhado de um bom contracheque oficial.