Paulo Marinho Júnior diz que professores do Maranhão são muito piores do que os professores do Piauí…

Em entrevista ao Podcast do PH, ontem à noite (16/09), o vice-prefeito de Caxias MA, Paulo Marinho Júnior, ao tecer críticas ao governador Flávio Dino em relação à educação estadual, classificou os professores do Maranhão como “(…) muito piores do que os professores do Piauí (…)”.

Literalmente, PMJ disse o seguinte sobre a educação no Maranhão: “(…) a Educação não evoluiu como deveria evoluir, o Maranhão não tem um plano de Educação. Os professores do Maranhão, por exemplo, são muito piores do que os professores do Piauí. A gente não sabe nem o modelo de Educação que a gente quer desenvolver (…)”.

Confira no vídeo abaixo:…

Apressados, vereadores já pensam em antecipar a eleição da nova Mesa Diretora da Casa…

Nos bastidores, já estaria em andamento a disputa pelo controle da nova Mesa Diretora do Legislativo de Caxias MA de 2022. A ideia seria antecipar a eleição, de novo, como já se tornou um hábito na Casa.

Embora o Supremo Tribunal Federal (STF) já tenha considerado inconstitucional a reeleição de um mesmo presidente para duas legislaturas subsequentes, o que se diz é que o atual presidente da Casa, Teódulo Aragão, pretenderia continuar no comando da Câmara em 2022. Leia mais sobre o assunto no blog do Ludwig.

Amanda Gentil em dobradinha com Cláudia Coutinho?…

Fábio Gentil e a filha Amanda Gentil vêm dividindo palanques em municípios maranhenses com o prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho… A foto acima teria sido tirada em Governador Luiz Rocha.

O que só se explicaria por um possível acordo entre os dois grupos fora de Caxias… Ou até mesmo dentro de Caxias.

No caso, Amanda Gentil faria uma ‘dobradinha’ para federal com Cláudia Coutinho para deputada estadual?

34 anos de Apae em Caxias…

Domingo passado, a Apae Caxias completou 34 anos de existência e de bons serviços prestados aos necessitados especiais da região. A instituição é hoje reconhecida em todo o estado do Maranhão e no país pela maneira com que acolhe indistintamente os que a ela recorrem.

São dezenas de especialidades médicas hoje oferecidas aos usuários pela Apae local, como “neurologia, neuropediatria, ortopedia, otorrinologia, fisiatria, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicopedagogia, clínica, nutrição, enfermagem, psicologia, assistência social, psiquiatria, pedagogia, dispersão de OPMs, exame de radiometria, logoaudiometria, imitanciometria, BERA e teste de orelhinha”, reforça o ex-vereador Jerônimo Cavalcante e fundador da instituição na Princesa do Sertão.

Detalhe fundamental: na maioria, essas especialidades médicas não são oferecidas pela rede pública de saúde caxiense, o que realça a grande importância da Apae para o município.

Dessa forma, os agradecimentos e parabéns aos que fazem a Apae e a mantêm de pé nessas mais de três décadas, não obstante os entraves políticos que muitas vezes asfixiaram financeiramente a instituição, quase a impedindo de dar continuidade ao que só ela sabe fazer nesta cidade.

Fábio Gentil cumprirá a promessa feita a Catulé Júnior?…

Pela lógica política, quem deveria contar com o integral apoio de Fábio Gentil para deputado estadual seria o hoje secretário estadual de Turismo, Catulé Júnior.

Em 2018, Catulé Júnior renunciou à candidatura de deputado estadual a pedido de Fábio Gentil, que queria eleger o pai Zé Gentil a qualquer custo.

O prefeito apelou a CJ para renunciar à candidatura alegando que o falecido pai tinha lhe pedido ajuda para isso, pois o mesmo queria retomar a carreira política como integrante da Assembleia.

Mas agora, com a morte de Zé Gentil, seria a oportunidade de Fábio Gentil apostar em Catulé Júnior e pagar o favor prestado à época pelo mesmo.

Entretanto, como o prefeito nunca levantou a hipótese de apoiar Catulé Júnior agora, o mais provável é que FG faça de conta que nem lembra disso, o que seria mais uma traição à família Catulé.

Qual nome?

A principal pergunta nos bastidores políticos de Caxias, hoje, é sobre qual nome o prefeito Fábio Gentil irá lançar para comandar o Palácio da Cidade em 2024. Mas a disputa de 2024, claro, está inevitavelmente atrelada ao pleito municipal de 2022 e do resultado deste é que idem dependerá a resposta para 2024.

No entanto, por enquanto, também nos bastidores, a resposta à pergunta acima cai sempre em cima do nome de Amanda Gentil, embora haja os impedimentos legais que tornam a moça inelegível, dado o parentesco direto com o mandatário caxiense. Mesmo assim, para quem aposta nessa improvável hipótese, a justificativa se dá em torno da movimentação do prefeito e do seu esforço para tornar desde já o nome da filha conhecido em todos os redutos eleitorais do município. No caso, politicamente, é verdade que uma eventual eleição de Amanda Gentil para a Câmara Federal já a faria um dos mais fortes integrantes do clã que manda na região. De qualquer forma, imaginando-se que o prefeito obtenha sucesso na empreitada de levar a filha até Brasília, continua a pergunta sobre qual nome Fábio Gentil irá lançar para substituí-lo no poder em 2024…

Descartado o nome de Amanda, porém, todos nas coxias também apostam que esse será o nome de outro parente, ou parenta, para tudo ficar em casa, naturalmente (Editorial da coluna Caxias em Off da edição de domingo passado do Jornal Pequeno).

Catulé Júnior já contaria com o apoio de 10 prefeitos…

Nos bastidores políticos se diz que o secretário estadual de Turismo, Catulé Júnior, já teria fechado negociações e contaria com o apoio de 10 prefeitos em todo o Maranhão.

Entre os mandatários que apoiariam Catulé Júnior no seu projeto de conseguir uma cadeira na Assembleia, inclusive, estariam a prefeita Josa, de São João do Sóter, e Kédson, de Aldeias Altas, ambos da região leste.