Câmeras de vigilância: segurança ignorada pelo governo de Caxias…

Das 38 câmeras de vigilância urbana existentes em Caxias MA, instaladas ainda na época do ex-prefeito Léo Coutinho, hoje haveria apenas três funcionando.

Inoperante

Assim, sucateado, o sistema hoje seria quase inoperante. Confira acima e abaixo fotos do QG de monitoramento, que é da responsabilidade da Guarda Municipal.

Foi embora

Segundo as denúncias, a empresa que fazia a manutenção teria ido embora por falta de pagamento, o que teria resultado no sucateamento das câmeras.

Grande utilidade

Inequivocamente, o sistema se mostrou de grande utilidade desde que passou a funcionar, pois se tornou um instrumento inibidor da marginalidade e uma base de apoio fundamental às Polícia Civil e Militar.

Qual a lógica?

Só que do jeito que está agora é óbvio que a sua serventia fica limitadíssima. Difícil entender a lógica de um governo que relaxa na manutenção e no próprio uso dessa ferramenta prática que dava uma sensação de maior segurança na cidade.

PRF se pronuncia sobre morte do subtenente PM Baltazar Carvalho…

Em postagem do inspetor Almeida Neto, chefe da Delegacia PRF Caxias, a Polícia Rodoviária Federal descreve o episódio que resultou na morte do subtenente PM Baltazar Carvalho, 55 anos, do 2º BPM, sediado em Caxias MA… Leia abaixo:

Condutor embriagado se envolve em acidente, saca arma para policiais e é contido com dois disparos.

O incidente ocorreu na Região dos Cocais, leste maranhense. O condutor foi socorrido por uma ambulância do SAMU, mas acabou não resistindo e falecendo no hospital.

Por volta das 20h40min de domingo, 02 de agosto de 2020, no Km 571 da BR-316, na localidade Descanso, entrada para a cidade de Coelho Neto/MA, uma equipe PRF realizava rondas, quando se deparou com um acidente, tipo colisão traseira, envolvendo um caminhão MB/l1620 e uma caminhonete Toyota/ Hilux, cujo condutor apresentava sinais evidentes de embriaguez alcoólica.

Muito alterado, ele se apresentou como policial militar, mas se negava a mostrar identificação, e portava uma pistola da marca Taurus na cintura. Durante vinte e cinco minutos, os policiais tentaram acalmá-lo e convencê-lo a entregar os documentos e a arma. Apesar das diversas tentativas da equipe PRF para que a arma fosse entregue, o condutor continuava desobedecendo.

Logo depois, o condutor afirmou que, se sacasse a arma, atiraria contra os policiais. Em seguida, o condutor, de fato sacou arma e apontou para os policiais, sendo alvejado com dois disparos, a fim de repelir a agressão iminente.

De imediato, os PRFs providenciaram uma equipe de socorro do SAMU, que compareceu ao local e removeu o ferido para o Hospital Geral de Caxias/MA, onde veio a óbito.

A Delegacia PRF em Caxias acompanhou todo o processo. Sendo o caso levado para a delegacia de Polícia Federal naquele município.

Internamente, uma Comissão de Controle e Acompanhamento da Letalidade está acompanhando o caso a fim de apurar se todos os procedimentos foram cumpridos por parte da equipe operacional.

Lamentamos profundamente o falecimento do ST Baltazar.”

PMMA e 2º BPM

Também por meio de nota, o comandante geral da PM-MA e o comandante do 2º BPM lamentaram a morte do subtenente Baltazar:

Nota

“O comandante geral da PMMA, coronel Pedro Ribeiro, o comandante do 2º BPM, Ten Cel Jurandy, oficiais e praças sentem-se consternados pelo falecimento do ST PM Baltazar de Carvalho Araújo. Na oportunidade, seus companheiros de caserna prestam solidariedade e rogam a Deus pelo conforto à família enlutada.”

Cúpula da Segurança estadual visita bairros de Caxias…

Ontem, (01/08) o secretário de Segurança do MA, Jefferson Portela, visitou vários bairros de Caxias.

Necessidades

Acompanhado do comandante-geral da Polícia Militar do MA, coronel Pedro Ribeiro, do comandante do 2° BPM, tenente-coronel Jurandy Braga, e de delegados da Polícia Civil, durante o trajeto, o secretário ouviu pessoas da comunidade a respeito das necessidades de segurança em cada bairro.

Posto Policial

Depois, em nota, o secretário e o comandante Geral da PMMA anunciaram o reforço de novas viaturas e motocicletas para intensificar o policiamento em Caxias e a criação de um Posto Policial no Residencial Vila Paraíso.

Voos do GTA em Caxias despertam curiosidade e muitas indagações na internet…

Ação integrada em Caxias entre a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Centro Tático Aéreo tem despertado curiosidade em uns, receio em outros e desencadeado muitas perguntas de internautas.

Voos e sobrevoos

Principalmente por conta dos constantes voos e sobrevoos do helicóptero do CTA (GTA), muita gente indagando nas redes sociais e grupos de Zap o que estaria acontecendo na Princesa do Sertão.

Operação ‘Caxias Segura’

Na verdade, é apenas o início da chamada operação ‘Caxias Segura’, que inclusive conta com a presença na cidade do secretário de Segurança do MA, Jefferson Portela.

Alvoroço no Piauí após ação da PF…

foto: cidade verde

É grande o alvoroço no ambiente político do Piauí após as buscas por agentes da Polícia Federal na residência do governador, Wellington Dias (PT), e de sua esposa, ex-secretária estadual de Educação e deputada federal, Rejane Dias (PT).

A ação policial fez parte da terceira etapa da ‘Operação Topique’, que investiga o envolvimento da primeira-dama em supostos desvios de recursos da Educação do Estado através de pagamentos superfaturados em contratos de transporte escolar.

Mandados

Os 12 mandados de busca e apreensão, em Teresina e Brasília, foram concedidos pela Justiça Federal para locais relacionados ao governador e à deputada, como a casa do casal, de um irmão da parlamentar, o gabinete da deputada e a Secretaria de Educação do Piauí.

Afora isso, uma medida cautelar da Controladoria-Geral da União (CGU) pede a suspensão do exercício da função pública de três agentes públicos do Piauí.

A operação foi feita em conjunto pela CGU e o Ministério Público Federal. Segundo a PF, entre 2015 e 2016, servidores da Seduc teriam se juntado a empresários do setor de locação de veículos e desviado, no mínimo, R$ 50 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

Agora, a investigação apura supostos desvios em contratos na prestação do serviço de transporte escolar que resultariam em R$ 96,5 milhões, celebrados entre 2019 e 2020 – mesmo depois das primeiras fases da ‘Operação Topique’ terem sido iniciadas.

Nota Seduc

Em nota, a Seduc afirma que “está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública”.

Nota deputada

A deputada Rejane Dias também informou, em nota, que “recebe com tranquilidade os desdobramentos da Operação” e “está à disposição para esclarecimentos. Durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, a parlamentar sempre se portou em observância às Leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses”.

Nota PF

“Mesmo após duas fases ostensivas da operação, o governo do Piauí mantém contratos ativos com as empresas participantes do esquema criminoso que totalizam o valor de R$ 96,5 milhões, celebrados entre os anos de 2019 e 2020”. As empresas beneficiadas formavam um consórcio criminoso estável e estruturado, simulavam concorrência em licitações e, com participação de servidores públicos, se beneficiavam de contratos fraudulentos”, detalhou os investigadores.

Nota governador

O governador Wellinton Dias disse que “lamenta e repudia a forma como se deu a operação” e disse que as investigações são contra “empresas acusadas de fazer cartel e referentes a processos e contratos do ano de 2013, quando ele não era governador do estado”.

Íntegra da nota de Wellington Dias:

“O governador Wellington Dias lamenta e repudia a forma como se deu a operação da Polícia Federal na manhã dessa segunda (27) em sua casa onde, atualmente, mora seu filho e família, que nunca tiveram nenhuma função no estado. Seu filho é médico e trabalha na linha de frente do combate ao coronavírus e desde março o governador mantem distanciamento recomendado pelas organizações para a preservação da saúde. O governador classifica a operação como mais um espetáculo e destaca que a vida toda ele e sua família sempre agiram respeitando as leis e as instituições.

Sobre a Operação Topic, o governador esclarece que as investigações são contra empresas acusadas de fazer cartel e referentes a processos e contratos do ano de 2013, quando ele não era governador do estado. Uma operação nestes moldes se torna desproporcional e desnecessária já que estamos falando de um fato de 2013 e em um processo em que a ex-secretária da Educação, hoje deputada federal, por meio de seu advogado, se prontificou, por duas vezes nos últimos meses, para prestar esclarecimentos, bem como para repassar todo e qualquer documento ou equipamento necessário.

O governador ressalta que o Estado é vítima e o maior interessado na resolução desta questão e irá trabalhar para que tudo seja plenamente esclarecido. Enfatiza-se que, infelizmente, muitos espetáculos ainda poderão acontecer, mas ressalta que existe a lei de abuso de autoridade para que casos como este não aconteçam indiscriminadamente. Por fim, é necessária prudência para que ninguém seja acusado injustamente e nem seja julgada sem o pleno direito de defesa”.

Libertado o jornalista piauiense Arimateia Azevedo…

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou ‘libertar’, agora à noite, o jornalista Arimateia Azevedo.

Prisão domiciliar

O presidente do STJ, ministro João Otávio Noronha, deferiu liminar concedendo a Arimateia Azevedo o direito à reclusão domiciliar.

Operação espetaculosa

Arimateia Azevedo foi preso em 16 de junho, em uma espetaculosa operação da polícia civil do Piauí (Greco), acusado de extorsão em um inquérito policial no qual não lhe deram chance constitucional de se defender.

Prisões

Na ocasião, AA foi preso no 12º Policial, na Penitenciária Irmão Guido e na Academia de Polícia, uma sucessão cinematográfica de uma condução coercitiva de um profissional da comunicação nunca antes vista na capital do Piauí.

Humilhação

A desnecessária humilhação imposta em público ao jornalista durante a sua prisão contou com a participação de profissionais dos mais importantes meios de comunicação daquele estado, algo difícil de compreender.

Decisão

A decisão do ministro João Otávio Noronha já foi comunicada ao presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Sebastião Martins, para que seja imediatamente cumprida.

Outro trágico acidente com arma de fogo: morre bebê de um ano…

Um bebê de apenas um ano morreu nessa segunda-feira (20/07), após acidente com uma espingarda, no Assentamento Santana da Água Limpa, no KM 15 da MT-010, em São José do Rio Claro (295 km de Cuiabá).

A Polícia Judiciária Civil foi acionada e, ao chegar à casa da família, encontrou o corpo do bebê em cima de uma cama, em um quarto da residência.

A espingarda calibre 24 estava próxima ao corpo do bebê, com um cartucho deflagrado.

No momento do acidente, o pai havia saído e somente a mãe estava na casa. Ela, a mãe, estava em estado de choque e, a princípio, não conseguiu explicar como tudo aconteceu.

A Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) de Tangará da Serra (250 km de Cuiabá) foi acionada e os agentes estiveram no local para dar início às investigações do caso… Com edição, matéria O Livre.

Padrasto mata acidentalmente criança de 3 anos…

Na noite da última segunda-feira (20/07), a criança de 3 anos identificada como Yasmin Vitória da Rocha morreu ao ser baleada com um tiro na cabeça disparado pelo padrasto em sua residência, localizada no Ramal do Vegetal, na Chácara Bom Sossego, bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

De acordo com informações, o padastro da criança, que não teve a identidade revelada, estava manuseando a arma caseira quando a mesma disparou e pegou acidentalmente nas costas da criança.

A criança chegou a ser socorrida imediatamente e levada ao Pronto Socorro da Criança, localizado na Compensa, Zona Oeste de Manaus, mas a mesma não resistiu e foi a óbito no hospital.

O suspeito se apresentou para a polícia dizendo ter atirado acidentalmente na enteada e foi apresentado na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) e posteriormente conduzido para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)… Com edição, matéria Portal Manaus Alerta.

Polícia acredita ter desvendado o assassinato dos pais de Cléber Verde…

A polícia acredita ter encerrado o caso do assassinato dos pais do deputado federal Cléber Verde.  Ontem, na cidade de Turilândia MA, foi preso um casal que também teria tido participação no bárbaro crime.

Cerco

No dia seguinte às mortes de Graça Cordeiro Mendes, morta a facada e pauladas, e do marido, Jesuíno Cordeiro Mendes, a tiros, a polícia cercou três homens apontados como supostos autores do crime praticado na fazenda Boa Vista, em Turiaçu.

Morte e prisão

Um deles, conhecido como Fabinho, foi morto no confronto, o segundo suspeito, conhecido como Daniel, foi preso e, um terceiro, que seria um menor, apreendido.

Casal

Já na sexta-feira passada, no bairro Araçagy, em São Luís, a polícia havia prendido um homem identificado por E.P.C., de 19 anos, mas faltava ainda a prisão do casal em Turilândia.

De carcereiro da Lava Jato a propineiro de fronteira…

O juiz Sérgio Luís Ruivo Marques, da 1ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu (PR), condenou o policial federal Newton Ishii por facilitação de contrabando na fronteira Brasil-Paraguai.

Virou meme

Famoso na operação Lava Jato pelo apelido de o ‘Japonês da Federal’, Ishii e mais outras 23 pessoas foram enquadradas no mesmo crime de facilitação de contrabando. Chamado também de o ‘carcereiro’ na ação da PF na época, Newton Ishii virou inclusive meme e marchinha de Carnaval.

Perda do cargo

Pelos crimes, Ishii foi condenado à perda do cargo e mais multa de R$ 200 mil… Assim, agora, passa de carcereiro da PF a propineiro de fronteira.