Bolsonaro faz postagem errada sobre operação no Maranhão…

Causou estranheza e chamou a atenção dos brasileiros, especialmente de maranhenses e matogrossenses, uma postagem do presidente Jair Bolsonaro em seu Instagram e Twitter, nesse domingo, 17.

“A @cguoficial e @políciafederal em mais duas, de cerca de 100 ações desencadeadas até então, no enfrentamento de desvios na saúde. Hoje no Maranhão e Mato Grosso. @mjsp_gov @andersonsantostorresoficial. 3/7 detalhes nas redes sociais dos dois órgãos federais mencionados“, postou Bolsonaro.

O Informante procurou nos dois órgãos as informações anunciadas pelo presidente, mas não encontrou absolutamente nada nas redes da Controladoria Geral da União (CGU) nem da Polícia Federal (PF). Muito menos qualquer operação desencadeada pelos dois órgãos no domingo ou nesta segunda-feira, 18.

A única coisa que “se aproxima” do que o presidente da República postou ontem em suas redes sociais é a “Operação Versalius”, realizada em 30 de setembro passado, em São Luís (O Informante).

Generais se incomodam com “show” de Bolsonaro e o chamam de “fanfarrão” e “arrogante”…

Os militares decidiram ir para o ataque em conjunto nas redes sociais contra o que chamam de “show” do presidente Jair Bolsonaro. Sem nominá-lo, os generais Santos Cruz e Paulo Chagas classificam Bolsonaro de “arrogante e “fanfarrão”.

 “Cansado de Show”, diz Santos Cruz. Segundo ele, “o Brasil não é um país de maricas. É tolerante demais com a desigualdade social, a corrupção, os privilégios”. Para ele, a população “votou por equilíbrio e união. Precisa, portanto, “de seriedade e não de show, espetáculo, embuste, fanfarronice e desrespeito”.

Paulo Chagas, por sua vez, afirma que há muito deixou “de dar atenção a pronunciamentos de fanfarrões, às suas ameaças absurdas e à exposição do seu despreparo e falta de maturidade”. No entender do general, “cabe-nos convidá-los a deixar a retórica dos discursos sem lógica e vir para o octógono da realidade provar o escopo da sua arrogância”.

As mensagens dos dois generais foram disparadas com diferença de pouco mais de meia hora cada uma. A ação orquestrada veio depois de um acerto entre militares descontentes com o presidente, que ameaçou demitir o autor da proposta de expropriar propriedades rurais e urbanas daqueles que tenham cometido crimes ambientais.

Proposta

 A proposta está sendo discutida no âmbito do Conselho da Amazônia, que é comandado pelo vice-presidente, Hamilton Mourão. Bolsonaro disse que a pessoa do governo que defende isso só não seria demitida se “fosse indemissível”… Mourão tem mandato.  

Nos últimos tempos, o descontentamento dos militares tem aumentado muito. A fim de montarem uma estratégia para conter os arroubos presidenciais, os fardados têm se aconselhado com o general Villas Bôas… Com edição, matéria do blog do Vicente Nunes/CB.

Bolsonaro homofóbico: “Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”…

A piada homofóbica do presidente Jair Bolsonaro em cima do Guaraná Jesus e de todos os maranhenses repercute no estado e em todo o país:

“Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”, disse, rindo, após tomar um gole do Guaraná Jesus. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí, quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”…

E, então, completou: “Guaraná cor-de-rosa. Fod…, fod…”.

Orgulho maranhense

A homofobia e a piada em cima de uma bebida que é orgulho dos maranhenses e que faz sucesso no Brasil todo pelo sabor original e inigualável foi mais um vacilo do chefe da nação que, vira e mexe, fala tolices e inconveniências no afã de agradar seus seguidores mais radicais.

Bolsonaro deixa Palácio e vai a padaria na Asa Norte…

Em meio à quarentena imposta por causa da pandemia de coronavírus, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), foi a uma padaria em Brasília (DF), na tarde desta quinta-feira (09/04)…

Seguranças e apoiadores

…O chefe do Executivo foi filmado ao lado de seguranças e de apoiadores…

Pão Dourado

…A panificadora visitada por Bolsonaro fica na Quadra 302, na Asa Norte, em Brasília. Nas imagens, é possível ver que o presidente abraça funcionários do local e posa para fotos… Com informações do Metrópoles.

Bolsonaro diz que jornalistas são ‘espécie em extinção’… Em resposta, a ABI rebate que a declaração é ‘estapafúrdia’!…

bolsonaro sem óculos…

Durante conversa do presidente com jornalistas no Alvorada, Bolsonaro disse que ‘envenena’ ler jornal. Para a Associação Brasileira de Imprensa a informação sempre será uma ‘necessidade vital nas sociedades’…

Declaração

Bolsonaro deu a declaração enquanto conversava com apoiadores e jornalistas na portaria do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

Na entrevista, um jornalista indagou a Bolsonaro se ele havia conversado com os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sobre o cronograma de votação das reformas administrativa e tributária.

Sempre converso

“Sempre converso com eles, sempre converso com eles”, respondeu o presidente.

O repórter, em seguida, indagou a Bolsonaro “qual reforma vai primeiro”. O presidente, então, respondeu:

“Mas o que acontece? Eu não vou provocar uma crise porque olha só: para vocês da imprensa aí. Essa frase não é minha. Eu quero que vocês mudem. Quem não lê jornal não está informado, e quem lê está desinformado. Tem que mudar isso. Vocês são uma espécie em extinção. Acho que vou botar os jornalistas do Brasil vinculados ao Ibama. Vocês são uma raça em extinção”, declarou o presidente.

Envenena a gente

“Cada vez mais gente não confia em vocês. E eu quero que vocês sejam, realmente, uma força no Brasil. É importante a informação, e não a desinformação ou o fake news. Perguntar aqui, por exemplo, eu cancelei todos os jornais no Planalto, todos, todos, não recebo mais nem jornal, nem revista. Quem quiser, que vá comprar. Porque envenena a gente ler jornal, a gente fica envenenado”, acrescentou.

Nota ABI

Após a entrevista, a ABI divulgou uma nota na qual afirmou que, enquanto a informação for uma “necessidade vital nas sociedades modernas”, o jornalismo continuará existindo.