Daniel Barros traça um roteiro de seus projetos políticos…

Em visita ao editor da página, hoje pela manhã (24/09), o vereador Daniel Barros fez um breve roteiro de seus projetos políticos, como a candidatura a deputado federal em 2022 e a candidatura a prefeito de Caxias em 2024.

Tranquilo, porém, Barros realçou que vem trabalhando sem pressa e que de imediato sua maior preocupação é conhecer mais e profundamente o município, ouvir de perto as demandas dos cidadãos, suas carências e o potencial desenvolvimentista da região, “hoje deixado de lado pelo atual governante”.

O vereador citou, em particular, a questão da produção agrícola, pontuando que hoje quase nada se planta na Princesa do Sertão: “Para você ter uma ideia, até cheiro verde vem de fora, um absurdo, tudo é importado pelo município, um município que já foi grande produtor agrícola no passado”.

Qual nome?

A principal pergunta nos bastidores políticos de Caxias, hoje, é sobre qual nome o prefeito Fábio Gentil irá lançar para comandar o Palácio da Cidade em 2024. Mas a disputa de 2024, claro, está inevitavelmente atrelada ao pleito municipal de 2022 e do resultado deste é que idem dependerá a resposta para 2024.

No entanto, por enquanto, também nos bastidores, a resposta à pergunta acima cai sempre em cima do nome de Amanda Gentil, embora haja os impedimentos legais que tornam a moça inelegível, dado o parentesco direto com o mandatário caxiense. Mesmo assim, para quem aposta nessa improvável hipótese, a justificativa se dá em torno da movimentação do prefeito e do seu esforço para tornar desde já o nome da filha conhecido em todos os redutos eleitorais do município. No caso, politicamente, é verdade que uma eventual eleição de Amanda Gentil para a Câmara Federal já a faria um dos mais fortes integrantes do clã que manda na região. De qualquer forma, imaginando-se que o prefeito obtenha sucesso na empreitada de levar a filha até Brasília, continua a pergunta sobre qual nome Fábio Gentil irá lançar para substituí-lo no poder em 2024…

Descartado o nome de Amanda, porém, todos nas coxias também apostam que esse será o nome de outro parente, ou parenta, para tudo ficar em casa, naturalmente (Editorial da coluna Caxias em Off da edição de domingo passado do Jornal Pequeno).