Juiz extingue processo de Paulo Marinho contra expedição de diploma ao vereador Catulé…

O juiz eleitoral Gilson Ramalho de Lima extinguiu o processo do ex-candidato a vereador Paulo Marinho contra a expedição de diploma ao vereador eleito Catulé.

Para tornar extinto o processo, sem resolução do seu mérito, o magistrado apontou como prejudicada a análise da questão preliminar referente à irregularidade da representação e ainda a falta de interesse jurídico do próprio Paulo Marinho.

No processo, Paulo Marinho acusou o vereador eleito Catulé de ter praticado abuso de poder político e econômico para poder se eleger em 2020 e, ainda, que teria havido a existência de falhas e/ou manipulação dos dados da totalização das eleições em Caxias, uma vez que o Chefe de Cartório da 4.ª Zona Eleitoral, Jardel Oliveira, seria sócio-proprietário de um hotel, cuja gestão seria da responsabilidade de Catulé (O Informante/JP).

O ex-candidato a prefeito Constantino Castro se manifesta sobre postagem…

O ex-candidato a prefeito de Caxias MA Constantino Castro (Tino Castro) se manifestou sobre a postagem ‘Ex-candidatos a prefeito sumiram da área…”, publicada ontem (23/02) aqui na página… Reveja.

Confira abaixo a manifestação de Tino Castro:

“Caro jornalista Jotônio Vianna,

Tenho que concordar com a parte que fala em desempenho insignificante, isso com relação ao quantitativo de votos, mas, ao mesmo tempo, e sabendo que tudo è uma questão de por onde se enxergam as coisas, tenho que relatar alguns pontos. Eu, falando mesmo em primeira pessoa, não saí derrotado, por diversos motivos, pois cumpri a lei, fui  propositivo, respeitei as pessoas, andei com meus próprios pés, não negociei nada com ninguém, não fui atrás de ninguém que não tenha sido o povo, fiz uma prestação de contas de verdade e não uma palhaçada de contas, não ataquei  a vida de ninguém em troca de visibilidade, não fui candidato do papai, da mamãe, da vovó, do titio, do padrinho, da maninha, nada disso, fui candidato da cidade que nasci, cresci, aprendi a desenvolver um trabalho e ganhar meu sustento com dignidade sem tirar ou colocar em risco nem o futuro e nem a saúde de nenhum dos meus irmãos e irmãs caxienses. O pouco recurso que foi destinado, foi sim fruto de trabalho, não teve um real de recurso público.

Enxerguei muita coisa nessa caminhada, foram dias de muito aprendizado, percorri quase toda a Caxias, “conheci muita gente interessante, até um neto bastardo do meu bisavô”, conheci muitas pessoas de caráter duvidoso e tirei minhas próprias conclusões. Vou citar uma delas: o número atingido pelo atual prefeito condiz com o percentual da população caxiense inserida na pobreza e na extrema pobreza, poderia atirar pedra no povo por aceitar essas práticas políticas em um mundo tão cheio de informação, mas não, me coloco no lugar e procuro entender a fome e a necessidade de cada um… Você deixaria de vender seu voto vendo seu filho chorando de fome e sede???

Eu vi muitas pessoas nessa situação, coisa que não enxergava lá do escritório da empresa.

Você deixaria de vender seu voto pra “comprar umas passagens pra ver a Rodoviaria” de outra cidade “com as luzes de natal” ??????

Talvez não, pelo fato de ser tudo uma mesmice, votar no menos “ruim”, são todos farinha do mesmo saco, então vota no que deu algo momentâneo, que passa ali dois dias, ou que talvez proporcione começar a vida longe de Caxias.

Assim enxergo, finalizei tranquilo as eleições, sem processo, sem escândalo e principalmente, SEM DESISTIR. Você só perde quando você desiste, e Eu nunca vou desistir. Não foi fácil sair de casa, da empresa, da vidinha, e colocar meu nome. Antes, nunca tinha sido candidato a nada, mas dei um excelente oportunidade à minha cidade, cidade que me deu tudo, uma linda esposa e três excelentes filhos, terminei ao lado de Deus e deles, finalizei muito melhor do que quando iniciei, amadureci, hoje acredito que todo homem ou mulher que tenha sonhos pra nossa cidade, que enxergue a máquina pública como um mecanismo de desenvolvimento humano, econômico, social e ……… por aí vai, tenha que fazer o mesmo, tentar retribuir à sua cidade tudo que ela lhe proporcionou em sua vida.

Estou com os filhos  crescidos, o caçula ingressa agora na faculdade, em 2022 as duas mais velhas estarão formadas (maior herança), minha esposa exerce a atividade de pedagoga (professora) com muito orgulho e maestria, aí fica um pouco menos complicado ingressar com os dois pés e as duas mãos na política. No entanto, estamos sim trabalhando em silêncio, muitos são os problemas, praticamente um ano de pandemia, com a economia em baixa, risco Caxias lá em cima, mas mesmo assim vamos procurar empreender na nossa cidade, mesmo assistindo toda essa palhaçada, afinal de contas, cadê a cavalaria???? As câmaras de desinfecção??? A licitação do lixão??? As viaturas???? O dinheiro ???? A estabilidade???? O salário dos contratados ?????? O único dinheiro que circula em nossa cidade???? Cadê o governador???? Os deputados???? E até mesmo o nosso prefeito????????

Cadê ?????????

Saúde????

Como estão as crianças do município??????

Até helicóptero tinha…

Só temos moscas, lixos, desemprego, reclamação…

Mas cadê os ex candidatos, né meu irmão???? 2022 tá bem aí 👊🏾”

Ação de investigação eleitoral coloca em risco a posse de vereadores eleitos em Caxias MA…

crédito foto internet: fernando sousa

O atual vereador e candidato à reeleição derrotado José Magno Sousa Magalhães, mais conhecido apenas por Dr. Magno Magalhães, entrou com uma ‘Ação de Investigação Judicial Eleitoral’, na Justiça Eleitoral, contra diversas candidatas a vereadora na eleição de 2020 em Caxias MA, sob o argumento de que as mesmas seriam candidaturas laranjas.

Atribuídas na ação as candidaturas como “uma fraude eleitoral”, Magno Magalhães pede a decretação de nulidade dos registros de todos os candidatos pertencentes ao PT, PSDB, Podemos, PCdoB e Progressista.

No caso, se a ação for acatada pela Justiça Eleitoral, poderá haver a perda dos registros inclusive de vencedores no pleito proporcional e a desconstituição de todos os mandatos obtidos pelos partidos dos titulares e dos suplentes.

Vereadores eleitos

Obs: matéria atualizada às 23h55min…

Só para se ter uma ideia da extensão do quiproquó, se isso vingar, vereadores eleitos como Teódulo Aragão, Cynthia Lucena, Luís Lacerda e Ricardo Rodrigues podem não ser sequer empossados no dia 31 de dezembro.

Chefe do Cartório Eleitoral de Caxias responde a Paulo Marinho…

Quanto ao imbróglio no qual o ex-prefeito Paulo Marinho (PSDB) apontou supostas fraudes eleitorais em Caxias MA no pleito de 2020, agora, quem lhe responde é o chefe do Cartório Eleitoral em Caxias, Jardel Oliveira, que também foi arrolado por PM, idem, na acusação que o ex-prefeito fez ao presidente da Câmara, vereador Catulé (Republicanos).

Postagem de Jardel

Jardel Oliveira postou o seguinte: “Dr. Paulo Marinho, não me meça com sua régua. Se você acha que houve algum desvio no resultado das eleições, procure seus direitos. Você é advogado, inteligente, e sabe como proceder”, vide acima.

Presidente da Câmara vai à PF para que Paulo Marinho esclareça denúncias graves…

O presidente da Câmara Municipal de Caxias MA, vereador Catulé (Republicanos), candidato à reeleição para o comando da Casa do Povo local, representou na Delegacia da Polícia Federal local contra o ex-prefeito do município Paulo Marinho (PSDB).

Pai do vice-prefeito eleito Paulo Marinho Júnior (PL), o ex-deputado federal, a pedido de Catulé, foi instado a esclarecer as denúncias feitas, por meio de suas emissoras de rádio e de televisão, sobre supostas fraudes nas eleições municipais de Caxias.

Na peça que deu entrada na Polícia Federal, o presidente da Câmara caxiense reproduz todas as acusações feitas por Marinho e solicita que a PF intime o ex-prefeito a apresentar provas da fraude eleitoral que denunciou em seus veículos de comunicação.

Paulo Marinho foi candidato a vereador em Caxias, nas últimas eleições, e obteve somente 517 votos, o que o impediu de conseguir uma cadeira na Câmara Municipal… Com informações do O Informante/JP.

Vice-governador Carlos Brandão manda recado aos ‘desertores’, a turma do alambrado…

O bicho pegou de vez… Agora foi o vice-governador do MA Carlos Brandão (Republicanos) quem mandou recado aos que ele classifica de ‘desertores’… A turma que ‘costeou o alambrado’.

Segundo ele, os integrantes do grupo dos costeados “fugiram com a cela…” … E mais, complementou Brandão: “Quem gosta de ficar em cima de muro é cerca elétrica!”

Motocada de amanhã sacode a internet…

imagem ilustrativa

Moço, é só o que rola na internet são as filas imensas de mototaxistas em Caxias MA para encher o tanque de seus veículos em um posto de combustível da cidade… E o melhor, dizem os próprios motoristas: seria tudo cortesia com o chapéu alheio.

A felicidade

Filas para quilômetros, fazendo a felicidade do proprietário do posto de gasolina, naturalmente… Mototaxistas a granel.

Motocada

Explica-se: é que para amanhã (2/9) está marcada uma motocada de arromba na Princesa do Sertão… Vamos aguardar o resultado disso.

Impugnadas candidaturas de Wellington Moura e Tairo Rocha…

Hoje, (210), na Comarca de São João do Sóter, o Ministério Público Eleitoral local impugnou o registro da candidatura de Wellington Moura (PDT), sob alegação de que se trata de um político enquadrado na lei da ficha limpa. Contra Moura constariam alguns processos transitados em julgados, sem que caiba mais recurso.

Já o partido Republicanos, que tem como candidata à reeleição a atual prefeita Josa Silva, impugnou o registro da candidatura a prefeito de Tairo Rocha (PSDB) e do seu vice James Moura, e, ainda, a chapa de vereadores que o apoia.

A alegação é de que a presidente do PSDB local, Luiza Rocha, estaria com os direitos políticos suspensos e, dessa forma, não poderia praticar nenhum ato partidário, como ter presidido a convenção que oficializou a candidatura de Tairo (seu filho), e também não poderia ter assinado a ata da convenção… Com informações do O Informante/JP.

Recursos

A partir de agora, porém, os impugnados têm direito a ampla defesa. O julgador de primeiro grau é que vai deferir ou indeferir as candidaturas. E mesmo se houver o indeferimento ou deferimento das referidas candidaturas, os recursos vão parar no TRE.

Júnior Martins foi o terceiro sabatinado…

Júnior Martins (PSC) foi o terceiro aspirante a prefeito sabatinado no programa ‘Boa Tarde’ Caxias, do Sistema Sinal Verde (SBT). A sabatina é conduzida pelo jornalista Ricardo Marques, e vai das 12h30min às 13 horas.

Perguntas

O candidato respondeu a indagações do apresentador e a perguntas de telespectadores, enviadas antecipadamente em áudios ou vídeos… Ao final, Júnior Martins teve um minuto para dar o seu recado pessoal aos eleitores caxienses.

Amanhã

Amanhã será a vez do candidato a prefeito Constantino Castro (PTB).