A Igreja Presbiteriana e o reverendo Sillas…

Abril, dia 11, ano 1954… Foi a data que o jovem Sillas Marques Serra chegou em Caxias para assumir o pastorado da Igreja Presbiteriana. E aqui ele pregou por 47 anos. Essa lembrança vem agora pela necessidade de se esticar o assunto da descaracterização da centenária Igreja Presbiteriana (fundada em 22/09/1895), na qual tantas vezes se ouviu a pulsante oratória do reverendo e confrade acadêmico.

Pois bem, como se sabe, a reforma da igreja gerou polêmica e revoltou a população e defensores do patrimônio histórico em Caxias durante a semana que encerra.

Duas fotos, uma de antes, com a igreja original, e outra, com o prédio já deformado, comprovam mais uma vez como na Princesa do Sertão há um avançado desmanche da memória histórica e patrimonial. Não por acaso, o Departamento do Patrimônio Histórico, Artístico e Paisagístico do Maranhão entrou no circuito e embargou a reforma… (Reveja postagem aqui).

O embargo extrajudicial aconteceu na quarta-feira passada (10/02), com prazo de 24 horas para que os responsáveis pela obra compareçam à sede do Departamento do Patrimônio em São Luís para tratar da regularização da mesma. Caso os autores da esdrúxula alteração física do prédio não compareçam, o órgão tomará as medidas judiciais cabíveis.

Agora, pior que não obstante a repercussão em redes sociais e na blogosfera, a descaracterização da igreja continua impunemente.

Patrimônio Histórico do Maranhão embarga obra em Igreja Presbiteriana de Caxias…

Descaracterização da centenária Igreja Presbiteriana (fundada em 22/09/1895) causa polêmica e revolta a população e defensores do patrimônio histórico em Caxias.

O Departamento do Patrimônio Histórico, Artístico e Paisagístico do Maranhão embargou a polêmica obra na Igreja Presbiteriana localizada no centro de Caxias.

O embargo extrajudicial é de quarta-feira (10/02) e dá um prazo de 24 horas para que os responsáveis pela obra na igreja compareçam à sede do Departamento do Patrimônio em São Luís para tratar da regularização da mesma. Caso os autores da esdrúxula reforma não compareçam, o órgão tomará as medidas cabíveis pela via judicial.

O órgão estadual ressalta no embargo que a medida é baseada no Decreto estadual nº 11.681, de 29 de novembro de 1990, que tombou o Centro Histórico e Arquitetônico de Caxias.

O assunto repercute em redes sociais e na blogosfera, mas a descaracterização da igreja continua impunemente… Com edição, matéria do Blog do Sabá.

Ex-secretário no governo Léo Coutinho, Léo Barata é cotado para a Cultura no governo Fábio Gentil…

Outro ex-secretário da era Coutinho cotado para integrar a passarela governista na era Fábio Gentil (Republicanos) é Léo Barata… ‘Baratinha’ foi chefe da Cultura na gestão Léo Coutinho (PSB).

E, agora, de novo, Léo Barata pode assumir a Cultura, mas, ironicamente, no lugar que antes era dado como certo para retornar às mãos de Arthur Quirino, o titular da pasta nos quatros anos da primeira gestão de ‘Cabeludo’… As apostas também são na pule de 10.