As maiores fichas…

Não por acaso o deputado estadual Adelmo Soares e o secretário estadual de Turimo, Catulé Júnior, apostam suas maiores fichas no apoio do governador Flávio Dino às suas campanhas eleitorais neste ano de 2022.

Em tese, para consumo interno, Catulé Júnior contaria com o apoio do prefeito de Caxias, Fábio Gentil, mas isso não é garantia prática, pois Gentil quer mesmo é reeleger Daniella Tema. No caso de Soares, o apregoado apoio ao mesmo de alguns prefeitos regionais também é impreciso e pouco confiável. Dessa maneira, os dois só sustentariam efetivamente seus projetos de chegar ou retornar à Assembleia com o impulso de Dino às suas campanhas.

Em resumo, não dá para ambos confiarem em hipotéticos apoios paroquianos. Se não contarem com a alavanca do Palácio dos Leões em todo o Maranhão suas pretensões tenderiam a morrer na praia, com eles já cansados e desiludidos.

Quanto a Cláudia Coutinho, também não seria suficiente somente o apoio do marido e prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho.

Posta como candidata a uma vaga no Legislativo maranhense no lugar de Cleide Coutinho, a aspirante Cláudia Coutinho teria de ter, para valer, o apoio de todos os redutos eleitorais com os quais contou Cleide Coutinho quando o saudoso Humberto Coutinho era vivo (Editorial da coluna Caxias em Off, de hoje (14/1/22), publicada no Jornal Pequeno).

9 respostas para “As maiores fichas…”

  1. E quem aposta no Brandão pode preparar o banquete pra comer no cocho junto com ele, cabra ruim de voto, não decola, vai morrer abraçado com o tutor.

  2. BABALU, a grande porca, de olho nos dois mequetrefes, o Gorducho e o da Trempe Catulé.
    Vai se fartar, ora cantarolando uma paródia de música de Geraldinho Azevedo: … Quando outubro chegar..

  3. Desde o início da civilização do homem, a humanidade segue a reboque dos líderes. Porém, diante da grande revolução cibernética, grandes conceitos estão caindo por terra – como prova disso – é que nenhum sistema político do momento consegue manter o controle social. Caxias é uma célula desse mundo globalizado, portanto temos que nos adequar à nova realidade.

  4. Te pago uma rapadura e um “chá de burro” lá no Becco do Gallo se conseguires contra-argumentar, com lógica, o que disse. Basta um argumento e murcho minhas orelhas.
    Lembrando Mão Santa: A ignorância é audaciosa.
    Flávio Dino, depois de abril, vai ter que caçar votos junto de quem tem votos.
    Esses dois mequetrefes são cartas fora do baralho.
    Me dê só um motivo pra Dino se encostar na cerca do Gorducho (ele candidato a Prefeito, a mulher perdeu pra vereadora) e se apoiar na trempe de Catulé?
    Me diz….

  5. Leio por cá: “Não por acaso o deputado estadual Adelmo Soares e o secretário estadual de Turimo, Catulé Júnior, apostam suas maiores fichas no apoio do governador Flávio Dino às suas campanhas eleitorais neste ano de 2022.”.
    Análise troncha. Em abril, Flávio Dino perde a caneta. Deixa de ser cano eleitoral dr A, de B ou de C.
    Precisa dos votos de A, B, C…. Y e Z pra se eleger senador.
    Se firmar apoio a Catulé Jr. e ao Gorducho, dois sem votos, perde o apoio de quem tem voto e caneta, como o FG.
    Palavra de quem sabe,
    A porca vai se fartar com esses dois.

    1. “GRANDE” Chico Bento

      Linguajar manjado, palavreado igual às novas páginas política do Instagram, bem conhecido nas suas páginas pessoais.
      Mas pfv não mude, tá legal. Hehehehe

      Quanto será que tá o combustível ali na esquina da Pantheon? Querendo abastecer amanhã.

      1. Como dizia o poeta, a política de Caxias está cheia de ratos, e as suas ideias não correspondem aos fatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *