Paulo Marinho Júnior foi o único deputado maranhense a cobrar na Câmara a resolução do assassinato de líder quilombola…

O deputado Paulo Marinho Júnior (PL) foi o único dos parlamentares federais maranhenses a cobrar providências e resolução do assassinato do líder quilombola Edvaldo Pereira Rocha

Curioso, o deputado Paulo Marinho Júnior (PL) foi o único dos parlamentares federais maranhenses a cobrar na tribuna da Câmara (quinta-feira passada, 26/5) providências e resolução do assassinato do líder quilombola Edvaldo Pereira Rocha.

Edvaldo Rocha foi morto com vários tiros, disparados por dois homens desconhecidos, no dia 29 de abril passado, no povoado Bom Jesus, zona rural do município de São João do Sóter.

E os demais deputados federais do estado?… Principalmente os que se dizem de esquerda, identificados com a causa da agricultura familiar e contra os grileiros que proliferam no Maranhão?

Eleição de 2022 ainda não empolga eleitores em Caxias…

Os cidadãos caxienses pouco falam sobre a eleição de 2022. Nem mesmo as candidaturas proporcionais a deputado federal e estadual têm estimulado a população a discutir o pleito de outubro próximo.

As disputas que ainda mobilizam algumas conversas nos bastidores são as pré-candidaturas do ex-vice-prefeito Paulo Marinho Júnior (PL) e de Amanda Gentil (PP) na esfera federal e as de Adelmo Soares (PSB), Cláudia Coutinho (PSB) e Catulé Júnior (PP) na raia da Assembleia maranhense.

Esses cinco personagens são os que ainda suscitam discussões e provocam questionamentos sobre o futuro do município, mas mesmo assim também ainda sem empolgação da parte dos eleitores.

Mas há a continuação da luta política de atores como o ex-vice-prefeito Júnior Martins, o empresário Constantino Castro, os professores José Arimatéa e Arnaldo Rodrigues e o advogado Chico Sousa, além de outros menos conhecidos no meio partidário.

Os últimos e seus demais colegas do campo alternativo batalham para superar os tradicionais obstáculos da falta de estrutura e da carência financeira e não desistem de seus sonhos, fazendo o que podem para disseminar suas propostas para Caxias e região.

Mais uma audiência pública sobre o péssimo atendimento bancário em Caxias…

Marcada para hoje, às 18 horas, uma nova audiência pública na Câmara Municipal sobre o atendimento bancário em Caxias.

De iniciativa do vereador Daniel Barros (PDT), essa é mais uma tentativa de sensibilização do sistema bancário local (já houve várias audiências sobre o mesmo tema no município) para que as instituições respeitem sua humilde clientela, que passa um sufoco diário dentro e fora desses estabelecimentos.

A rotina principalmente da humilde clientela é de cortar o coração, sempre enfrentando longas filas sob sol e chuva e, ainda, um péssimo atendimento interno.

A lei dos 30 minutos máximo de espera na fila é completamente ignorada por todas as agências bancárias na cidade.

Nota do vereador Júnior Barros sobre concentração de pessoas numa área de campo em Caxias…

Nota do editor:

A intenção da concentração de pessoas numa área restrita de campo em Caxias do Maranhão está clara no pronunciamento do vereador Júnior Barros. A parte do áudio publicada aqui na página foi só o início da longa fala do parlamentar.

No caso da ‘descontextualização’ da postagem, à que o mesmo se refere, o legislador é que não enxerga a complexidade do assunto em sua inteireza na hora da sua fala na Câmara Municipal… De qualquer forma, vale a tentativa de ‘correção’ do seu pensamento pela sua assessoria.

Reveja mais sobre o assunto clicando aqui.

Insistentes os boatos sobre a possibilidade de Fábio Gentil tirar licença para tratar da saúde…

São insistentes os boatos propagados pelos próprios aliados governistas sobre a possibilidade de o prefeito Fábio Gentil tirar uma licença para tratar da saúde.

Apesar disso, nenhuma nota oficial a respeito foi divulgada até agora. O Palácio está em silêncio.

No caso, se o chefe do Executivo local precisar mesmo se afastar do cargo assumirá o seu lugar o presidente da Câmara Municipal, Teódulo Aragão, haja vista a renúncia de Paulo Marinho Júnior à função.

Ana Luiza Silveira Viana, Missa de um ano…

Queridos familiares e amigos, no próximo dia 26/05 (quinta-feita), às 19 horas, iremos celebrar a Missa de 1 ano de falecimento da nossa querida Ana Luiza Silveira Viana.

Pensando nos amigos e familiares que moram distante , a missa será transmitida ao vivo, pelo YouTube, no canal Paróquia São Paulo Apóstolo.

Quem acessar pela TV, basta buscar o canal Paróquia São Paulo Apóstolo, direto no aplicativo da smartv.

Quem acessar pelo celular, tablet ou computador, necessita, apenas, clicar no convite ou no link que enviamos.

Agradecemos desde já as orações de todos!

Link para assistir à missa: https://youtu.be/OzKGwG5XqT0

Lacy Assunção é a nova gestora da Unidade Regional de Educação de Caxias…

Lacy de Lourdes Assunção foi oficialmente nomeada gestora da Unidade Regional de Caxias. Mas, mesmo antes da nomeação, ela já estaria chefiando a instituição no lugar de Maria Marciana Bezerra da Silva, que comandava o setor.

Indicação do vereador Mário Assunção, chancelada pelo prefeito Fábio Gentil, a chefia da Educação regional é parte da transferência de cargos antes sob o controle do grupo Coutinho para o grupo Gentil.

Atualização:

Agora há pouco, a atual gestora da Unidade Regional de Educação, Marciana Bezerra, enviou a seguinte explicação ao editor da página: “Amigo Jotônio, Lacy se apresentou hoje. Foi muito bem recebida. Porém, não está no comando. Portaria não foi expedida. Hoje, iniciou o processo de transição”.

Vereador propõe criar área no campo para concentrar mendigos e usuários de droga…

Durante audiência (22/5) na Câmara Municipal sobre a proliferação de moradores de rua, mendigos e usuários de droga em Caxias do Maranhão, principalmente no centro da cidade, o vereador Júnior Barros (PMN) surpreendeu os presentes ao propor que se criasse uma área no campo onde fossem colocados viciados e necessitados e que de lá os mesmos tirassem seu próprio sustento da terra, em “parceria público-privada”, frisou.

O áudio da solução simplista, descontextualizada e insensível proposta pelo vereador repercutiu e revoltou muita gente.

Grave, o problema social caxiense é uma extensão do que já acontece no restante do Brasil, hoje piorado com a chegada de venezuelanos e outros irmãos de países vizinhos.

Ouça abaixo parte do áudio (início) do vereador Júnior Barrros:

Oficina de Haicai e Fanzine na Academia Caxiense de Letras…

Oportunidade única. Amanhã, na Academia Caxiense de Letras, a partir das 9 da manhã, oficina de Haicai e Fanzine com Silvana Meneses e Isaac Sousa.

Os dois são reconhecidos poetas e multiartistas com acumulação de outros diversos e bons predicados.

Frise-se, o curso é gratuito. Veja no vídeo:

Nota de retratação do peladeiro ‘Missa’ para o vereador Ximenes…

Nota de Retratação

“Caro Jotônio Vianna, meu nome é Antônio José dos Santos Cunha, mais conhecido como “Missa”, venho através da presente nota me retratar das ofensas dirigidas em um grupo de WhatsApp ao nobre Vereador Ximenes, que para mim sempre foi um homem honrado e um pai de família exemplar. Entretanto, na madrugada do último sábado, após eu ter ingerido uma grande quantidade de bebida alcoólica, gravei um áudio no qual usei de palavras grosseiras e deselegantes as quais não condizem com a verdade dos fatos. Quero deixar claro que a verborragia usada no citado áudio não representa meu ponto de vista, repito, tais colocações foram feitas em um momento de insanidade alcoólica e jamais representa o conceito que tenho do meu irmão e amigo Ximenes!!! Por outro lado, quero deixar minha indignação contra a pessoa que vazou o áudio nas mídias sociais, pois se tratava de uma discussão em um grupo que considero de amigos, todavia, um participante mal intencionado e com o escopo de prejudicar o respeitável Vereador Ximenes, que todos sabem que se trata de um parlamentar probo que se dedica diariamente à comunidade caxiense com muita paixão e responsabilidade. Diante de todo o ocorrido, venho me retratar e pedir desculpas ao Vereador Ximenes que considero meu amigo, bem como aos demais colegas da pelada das sextas feiras por todo o transtorno que causei. Aproveito a oportunidade para dizer que tais fatos jamais voltarão a ocorrer. Minhas sinceras desculpas. Antônio José dos Santos Cunha (Missa)”. Reveja o caso aqui.