Morre o cantor e compositor Tunai, aos 69 anos…

foto: luiz pederneiras/divulgação

Morreu na manhã deste domingo o cantor e compositor José Antônio de Freitas Mucci, mais conhecido como Tunai, irmão do também cantor e compositor João Bosco.

Segundo informações de uma das filhas do músico, Daniela, ele teria sofrido uma parada cardíaca de madrugada em sua casa no Rio de Janeiro. “O atestado de óbito está registrado às 6h da manhã. A gente ainda está atordoada com o que aconteceu. Muito difícil falar”, declarou em entrevista ao Estado de Minas.

Tunai tinha mais outro filho, André, e nasceu em Ponte Nova, na Zona da Mata. Ele iniciou o curso de Engenharia Civil na cidade de Ouro Preto, onde também estudou João Bosco. Depois de se transferir para Belo Horizonte, onde concluiu seu curso, trabalhou durante um tempo como engenheiro, mas acabou correndo atrás do grande sonho e da sua vocação: a música


Trabalhou com o letrista Sergio Natureza, com quem compôs músicas para vários artistas, como Elis Regina, Simone, Gal Costa, Nana Caymmi, Milton Nascimento, Beto Guedes, Roupa Nova, Fafá de Belém, Elba Ramalho e Sérgio Mendes. Na carreira-solo, tornou-se famoso com o hit Frisson, do disco ‘Em cartaz’ (1984) e que foi tema da novela ‘Suave Veneno’, da TV Globo. Entre suas canções mais conhecidas estão ‘Certas canções’ e ‘As aparências enganam’. CB.

Sintrap e aprovados no concurso público vão fazer novas manifestações em frente à Prefeitura de Caxias…

Sindicato dos Professores e Demais Servidores do Município (Sintrap) e aprovados no concurso público retomam as manifestações em frente à Prefeitura de Caxias na segunda-feira…

Pauta recorrente

…Pauta recorrente: abono salarial, reajuste salarial e a convocação de todos os aprovados no concurso da Prefeitura.

Há 19 anos em Caxias…

túnel do tempo…

04 de fevereiro de 2001

Promessa feita, promessa cumprida

Os servidores públicos municipais que escaparam da degola da demissão acreditavam que já tinham saltado a fogueira da inquisição partidária. Sexta-feira, porém, um envelope branco, no qual foi impressa a logomarca do governo Márcia Marinho, trouxe notícia pior: um achatamento em seus salários de 150% em média. Alguns casos chegaram a 500%. Grampeado ao contracheque, um ‘cartãozinho’ contendo o calendário anual de pagamento e frases do tipo “promessa feita, promessa cumprida… você poderá planejar seu orçamento e assumir compromissos, …”…

Muro de lamentações

…A sede da prefeitura de Caxias virou um muro de lamentações. O choro e o desespero das pessoas, andando de cima a baixo pelos corredores, caracterizaram a cena. Incrédulos e carregando o ‘holerite’ nas mãos, homens e mulheres de idade, com 15 e 20 anos de serviço prestado ao Executivo municipal, derramavam lágrimas. A drástica redução praticamente nivelou todos os barnabés caxienses ao patamar do salário mínimo. Técnicos de nível superior, concursados, que ganhavam R$ 1.000,00 e R$ 1.200,00 passam a receber R$ 230,00. Outros, com um salário de R$ 300,00 a R$ 600,00, foram contemplados com R$ 151,00….

prefeita márcia marinho…

De surpresa

…O “enxugamento” unilateral da folha pegou a todos de surpresa. Mas não era para ser assim. À página 29 do plano de governo de MM, distribuído durante a campanha eleitoral, está escrito: “Implantar o plano de cargos e salários do funcionalismo … qualificação para o trabalho e erradicação da pobreza … qualidade da gestão municipal … redução da burocracia na Prefeitura.” Os primeiro e último itens foram colocados em prática. Assim, a promessa está sendo cumprida. O povo esperava outra coisa? Bem, isso é outro detalhe. Além do mais, o eleitor caxiense nunca se preocupou com os aspectos sutis do pleito eleitoral. Ele gosta mesmo é da refrega e das picuinhas partidárias. E na hora de votar só lembra do sorriso e do olhar cândido de quem lhe afagou um sonho.

Ainda a propósito do perde e ganha no jogo político caxiense… Muitos ganharam: dois perderam…

Quem mais ganhou foi Adelmo Soares e Márcio Jerry, claro… Mas veja-se o caso do clã Marinho, agora paparicado pelo prefeito Fábio Gentil, pelo menos em relação ao primogênito da família, o vice-prefeito Paulo Marinho Júnior…

Os Catulé

…Acrescente-se também os Catulé… Com Soares de fora do Palácio da Cidade, Catulé e Catulé Júnior aumentaram o peso dentro do governo…

Vice-prefeito

…Afora que com a ida de PMJ para Brasília o presidente da Câmara, vereador Catulé, ‘vira’ automaticamente vice-prefeito, pois ‘Paulinho’ terá de renunciar ao mandato…

No frigir dos ovos

…Assim, no frigir dos ovos de ambos os lados, só quem perdeu mesmo nessa história foram Thais Coutinho e Júnior Martins, pois todos os demais ganharam… Que ironia da história!

As consequências político-eleitorais da investida do deputado federal Márcio Jerry em Caxias…

O blog do Ludwig (aqui) fez uma reflexão interessante sobre o espaço que o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) passou a ocupar em Caxias depois de o mesmo conduzir a articulação que levou à indicação do deputado Adelmo Soares (PCdoB) candidato a prefeito de Caxias apoiado pelo grupo Coutinho…

Ruptura

…E ele tem razão, principalmente depois da ruptura de Rubens Pereira (Rubão) com o prefeito Ferdinando Coutinho em Matões…

Outro reduto

…Assim, o deputado federal licenciado e secretário estadual no governo Flávio Dino Rubens Pereira Júnior (PCdoB) terá de procurar outro reduto eleitoral que compense a perda do de Caxias mais alinhado ao grupo Coutinho.

Hoje, o ex-prefeito Paulo Marinho endossou, em seu programa de rádio, as críticas direcionadas ao ego político do prefeito Fábio Gentil…

Hoje, em seu programa semanal de rádio, o ex-prefeito Paulo Marinho foi incisivo nas críticas ao prefeito Fábio Gentil, principalmente em relação às prioridades governamentais e às ações políticas isoladas do mandachuva local…

Tenta falar

…PM acentuou que há tempos tenta falar com ‘Cabeludo’ e não consegue, o que ratifica a mesma crítica dos secretários municipais em relação ao modo de agir e ao próprio ego isolacionista do prefeito, na visão deles…

Anda sozinho

…E, de fato, Gentil age sozinho, não leva ninguém ao seu lado quando quer fazer uma média com o eleitorado…

Cochichos nos bastidores

…Governistas cochicham o seguinte nos bastidores: “É um homem estranho, anda sozinho, não tem amigos, sai de madrugada para ir a redutos eleitorais e não leva um aliado sequer. Ainda por cima trabalha contra os próprios aliados. Veja você, jornalista, o caso dos vereadores e o dos pré-candidatos a vereador com cargo de chefia no governo. Rapaz, parece até que ele quer impedir a reeleição de vários de seus parceiros na Câmara!”… Complicado!

Preocupações governistas à parte com o cenário eleitoral, agora, Adelmo Soares tem apanhando muito na redes sociais, zaps e equivalentes!…

Agora, não basta a preocupação dos governistas com o novo cenário político-eleitoral em Caxias…

Apanhado

…Nas redes sociais, zaps e equivalentes, o deputado Adelmo Soares tem apanhando que não é brincadeira…Mas é muito, mesmo!…

De todos os lados

…E, diga-se, de todos os lados, inclusive e particularmente de aliados do grupo Coutinho…

Corações internos

…Qual é a lógica disso, então?… Soares vai ter de partir, primeiro, para conquistar os ‘corações’ internos antes de lançar sua ofensiva eleitoral em extensão mais ampla: na direção de todo o eleitorado da Princesa do Sertão!