O mistério da apreensão dos quase R$ 600 mil na rota de Caxias…

No texto publicado pela Polícia Rodoviária Federal sobre a apreensão dos quase R$ 600 mil na BR-316, rota de Caxias, não há referência oficial sobre nomes, propriedade ou de onde vinha e para onde ia a grana. A PRF não entra nesses detalhes.

Veja abaixo a comunicação da PRF sobre o fato:

“Nessa terça-feira (18), durante fiscalização nas mediações da Unidade Operacional (UOP) de Peritoró/MA, nossa equipe abordou um veiculo ocupado por duas pessoas. No decorrer da fiscalização, foi encontrada uma grande quantia em dinheiro no veículo, mais de meio milhão de reais, sem origem declarada.

Durante toda a abordagem os ocupantes demostraram nervosismo e falas descontextualizadas, o que levantou suspeitas e chamou a atenção dos nossos policiais.

Ao realizarem a busca veicular nossos policiais encontraram no interior do veículo a quantia em espécie de R$ 575.860,00, em sacos e mochilas, sendo que a maior parte estava no banco traseiro do veículo e outra no console central.

Os envolvidos não souberam afirmar a origem do dinheiro, e relataram várias versões sobre a finalidade da quantia. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal em Caxias/MA para as devidas providências”.

Fábio Gentil diz que já revogou a lei que aumentou a tarifa de água em Caxias… Pura bobagem, prefeito não tem poder para revogar leis…

Outro tema abordado por Fábio Gentil na entrevista dada recentemente ao blog do John Cutrim (reveja aqui) foi o polêmico aumento na tarifa de água de Caxias, aprovado pela Câmara Municipal na última sessão legislativa, no apagar das luzes, antes do recesso parlamentar.

Essa lei tem dado dor de cabeça ao mandachuva local e causou grande confusão na cidade, pois pegou os consumidores de surpresa com aumentos exorbitantes, em alguns casos quase 300% superiores em relação a tarifas anteriores, o que levou a Defensoria Pública do Maranhão a entrar na Justiça pedindo a anulação da mesma (reveja o caso aqui).

Mas, ao ser questionado sobre isso, Gentil disse que já teria “revogado a lei” que permite o aumento na conta de água dos consumidores… No entanto, o prefeito não tem poder para anular leis. Leis só podem ser anuladas por outras leis, as quais também precisam ser aprovadas pelo Parlamento municipal.

Tantos anos de vereador antes de ser prefeito, e a impressão que passa é a de que Fábio Gentil não sabe minimamente dos ritos legislativos, pois o que falou sobre a “revogação da lei” dos aumentos da tarifa de água é a mais pura bobagem.

Fábio Gentil joga a milonga para Paulo Marinho Júnior…

Em entrevista ao blog do John Cutrim, o prefeito de Caxias, Fábio Gentil, jogou a milonga para o vice-prefeito Paulo Marinho Júnior.

Cabeludo diz com todas as letras que se PMJ desistir de sair candidato a deputado federal e apoiar Amanda Gentil, ele, o primogênito do grupo Marinho, contará com o apoio do mandatário caxiense para comandar a Princesa do Sertão em 2024… Óbvio, com seus mais de 30 e lá vai pedrada, PMJ acredita se quiser!

Confira no vídeo abaixo:

As maiores fichas…

Não por acaso o deputado estadual Adelmo Soares e o secretário estadual de Turimo, Catulé Júnior, apostam suas maiores fichas no apoio do governador Flávio Dino às suas campanhas eleitorais neste ano de 2022.

Em tese, para consumo interno, Catulé Júnior contaria com o apoio do prefeito de Caxias, Fábio Gentil, mas isso não é garantia prática, pois Gentil quer mesmo é reeleger Daniella Tema. No caso de Soares, o apregoado apoio ao mesmo de alguns prefeitos regionais também é impreciso e pouco confiável. Dessa maneira, os dois só sustentariam efetivamente seus projetos de chegar ou retornar à Assembleia com o impulso de Dino às suas campanhas.

Em resumo, não dá para ambos confiarem em hipotéticos apoios paroquianos. Se não contarem com a alavanca do Palácio dos Leões em todo o Maranhão suas pretensões tenderiam a morrer na praia, com eles já cansados e desiludidos.

Quanto a Cláudia Coutinho, também não seria suficiente somente o apoio do marido e prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho.

Posta como candidata a uma vaga no Legislativo maranhense no lugar de Cleide Coutinho, a aspirante Cláudia Coutinho teria de ter, para valer, o apoio de todos os redutos eleitorais com os quais contou Cleide Coutinho quando o saudoso Humberto Coutinho era vivo (Editorial da coluna Caxias em Off, de hoje (14/1/22), publicada no Jornal Pequeno).

Morre o poeta Thiago de Mello, grande defensor da floresta…

Thiago de Mello era um grande defensor da floresta e dos direitos humanos. Lutou contra a ditadura e celebrou a liberdade e a verdade no poema ‘Os estatutos do homem’.

Correio Braziliense/Nahima Maciel

Uma das vozes mais importantes na defesa da Amazônia, o poeta Thiago de Mello morreu nesta sexta-feira, aos 95 anos.

A informação foi confirmada pela editora Global, que publicou nota sobre o poeta e ativista nas redes sociais: “É com grande pesar que comunicamos a morte do autor Thiago de Mello, aos 95 anos. Grande tradutor, ensaísta e um dos nomes mais influentes e respeitados da poesia brasileira, Mello ficou conhecido como um ícone da literatura regional e sua perda será sentida não apenas pela sua família e aqui na Global, mas em todo o país”, diz a nota.

O poeta morreu em Manaus e a causa não foi revelada. O velório será na capital amazonense. O governador do Amazonas, Wilson Lima, decretou luto oficial de três dias.

Thiago de Mello nasceu em Barreirinha (AM), em 1926, e se engajou na luta política e na defesa da natureza ao longo de toda a carreira. É dele o poema ‘Os estatutos do homem’, publicado em 1964, no qual defende a verdade, a vida e a natureza. Além do engajamento político e ambiental, Thiago de Mello também era grande defensor dos direitos humanos.

Ao longo de mais de 60 décadas de carreira, ele publicou 12 livros de poesia e oito de prosa. O poeta lutou contra a ditadura e, por isso, acabou perseguido e exilado. Viveu na Argentina, em Portugal e no Chile, onde conheceu e fez amizade com o Nobel Pablo Neruda.  

Nota da Editora Global:

“É com grande pesar que comunicamos a morte do autor Thiago de Mello, aos 95 anos. Grande tradutor, ensaísta e um dos nomes mais influentes e respeitados da poesia brasileira, Mello ficou conhecido como um ícone da literatura regional e sua perda será sentida não apenas pela sua família e aqui na Global, mas em todo o país.

O autor, que nasceu em Barreirinha, Amazonas, em 30 de março de 1926, tem também a luta política, o lirismo, a natureza, as relações de família e os amores como facetas marcantes em sua obra.

Preso durante a ditadura militar (1964-1985), exilou-se no Chile, encontrando em Pablo Neruda um amigo e colaborador. Da amizade veio a decisão de traduzirem os poemas um do outro.

Mello morou na Argentina, no Chile, em Portugal, na França e na Alemanha. Voltou à sua cidade natal, onde vivia até hoje, apenas após o final do regime militar no Brasil.

Publicou, entre outros livros, ‘Faz Escuro mas Eu Canto’, ‘Acerto de Contas’, ‘Como Sou’, ‘Melhores Poemas e Amazonas – Pátria da Água’. Suas obras foram traduzidas para mais de trinta idiomas.

É hora de celebrar seu legado e se apoiar no seu lirismo para manter sua memória viva. A Global deseja forças para sua família neste momento tão difícil.”

Defensoria Pública pede à Justiça que suspenda reajuste abusivo na tarifa de água de Caxias…

A Defensoria solicitou a condenação definitiva dos réus no sentido de suspender os efeitos da Lei nº. 2561/2021, que prevê o reajuste na tarifa de água cobrado no Município de Caxias, administrado pelo prefeito Fábio Gentil, e que os respectivos réus paguem danos morais coletivos.

A Defensoria Pública do Estado (DPE/MA), por meio do Núcleo Regional de Caxias, ingressou na Justiça para que seja suspenso o reajuste na tarifa de água que quase triplicou os valores das faturas no último mês.

A DPE já havia tentado solucionar a demanda pela via administrativa, com a emissão de uma recomendação (reveja matéria sobre o caso). No entanto, não houve resposta por parte dos órgãos requeridos. A ação é assinada pela defensora pública Gerusa de Castro Andrade Carvalho.


No documento, a defensora explica que o aumento nas contas de água se deu com a aprovação da Lei nº. 2561/2021, pela Câmara Municipal de Caxias, e a sanção do dispositivo pelo prefeito Fábio José Gentil Pereira Rosa.

O m³ de água, que antes custava R$ 3,11, passou a valer R$ 8,77 a partir da vigência da referida lei.

Em uma das residências da cidade, a fatura do mês 11/2021 cobrava o valor de R$ 166,76. No mês seguinte, 12/2021, já sob o reajuste da Lei e com um consumo menor no volume de água, foi cobrado o valor de R$ 495,55.

Diante do aumento abusivo, foi requerida à Justiça a determinação para que seja suspenso de imediato o reajuste na tarifa de água e que os nomes dos consumidores que não realizaram o pagamento da cobrança objeto da ação não sejam inseridos nos órgãos de proteção ao crédito, tendo em vista que muitos foram surpreendidos com a cobrança quase três vezes maior e não puderam se manter adimplentes.

Além disso, a Defensoria solicitou a condenação definitiva dos réus no sentido de suspender os efeitos da Lei nº. 2561/2021, que prevê o reajuste na tarifa de água cobrado no Município, e que os respectivos réus sejam condenados a pagar danos morais coletivos.

Foi solicitada ainda a fixação de multa diária em caso de descumprimento das obrigações no valor de R$ 5 mil para cada cobrança emitida (Com informações da DPE/MA).

Palavras ao vento: há mais de um ano Leonardo Barata anunciou o que seria uma grande novidade…

Confira a postagem do secretário municipal de Cultura, Leonardo Barata, no Facebook:

Avaliação de professores e músicos:

“Mas foram palavras ao vento, pois o ano acabou e nada foi feito. A escola está caindo aos pedaços, sem o mínimo de condições de volta às aulas. Não possui quadros, pincéis, os ventiladores não funcionam direito. O piso se desfazendo. Os poucos instrumentos que ainda restam estão em péssimo estado. Falta de compromisso desse senhor aí e de seus superiores. Para piorar, o secretário inventou uma ‘Comissão Administrativa’ que, ao invés de ajudar, está terminando de enterrar a memória da escola!”.

PH estreia novo programa na TV Band Caxias…

O apresentador PH estreou na TV Band Caxias com o programa ‘Poder Popular’, que passa a ser exibido às 18h30min, de segunda a sexta.

O programa segue a linha de notícias, exibindo as denúncias da população, com participação popular através do WhatsApp, os bastidores da política, utilidade pública, além de entrevistas e participações especiais de políticos e autoridades do estado.

Além do apresentador PH, a produção conta com o jornalista e blogueiro Jorisson Randielson.

Já na estreia, o programa foi um dos assuntos mais comentados nas redes sociais e grupos de WhatsApp.